Mãe de MC Kevin anuncia que vai lutar por herança do filho e cita briga com Deolane Bezerra

Mãe MC Kevin
Mãe MC Kevin revela que irá lutar pelo direito da herança do filho (Imagem: Reprodução / Instagram)

Valquíria Nascimento, mãe de MC Kevin, decidiu abrir o jogo sobre os desentendimentos que teve com a nora, Deolane Bezerra, pouco tempo depois da morte do funkeiro. Em entrevista ao podcast Sem Limites, a matriarca afirmou que as duas tiveram uma conversa e ajustaram todos os problemas mal resolvidos.

Não foi bem uma briga. Foi um desentendimento. Um fala de um lado, outro fala de outro… E o resumo é: somos duas mulheres maduras, e ela como mulher do Kevin, eu como mãe do Kevin, a gente sentou e conversou. Eu gosto dela, ela gosta de mim, então, a gente tem que deixar esse negócio de internet pra lá. Por isso sempre que fiquei quietinha no meu canto e não falava nada. Porque eu nem falava e já diziam que eu falava indireta”, explicou.

Durante o bate-papo, ela, que também era assistente pessoal do músico, enfatizou que vai lutar pelos seus direitos referentes à herança do filho.

“O que eu vou fazer agora… Vou brigar pelo direito da mãe. A mãe não tem direito a nada! A mãe fica 9 meses com o filho na barriga, aí ela cria o filho a vida inteira, quando o filho vai embora, se ele estiver com uma pessoa seis meses, ela tem direito. Se ele tiver um filho que nunca viu, aí morre e a pessoa faz exame de DNA e prova que é filho dele também tem direito. E a mãe? Que agora descobri que não pode nem estar no plano de saúde. Poxa, como assim? A mãe dá educação, ela que te criou, que fez tudo por você… Porque, na verdade, a mulher, ela vai ser mãe um dia, a sua filha vai ser mãe um dia… E como é que a mãe não tem direito a nada?”.

E ainda destacou: “Tem que ter uma lei para amparar a mãe. Hoje eu tenho meu trabalho. Eu sempre trabalhei, né. O que eu fazia com Kevin era um trabalho. Até as cuecas dele eu comprava! Além de eu ser mãe, eu trabalhava para ele. Eu vou começar a brigar por isso”.

Na sequência, Valquíria ainda enfatizou que alguma lei precisa ser imposta para resguardar as mães. “Vou procurar para saber onde vou conseguir uma lei, já sei que tem que ter um abaixo assinado, sei que tem que haver uma lei aprovada pelo senado, eu vou atrás disso. Porque a Lei Maria da Penha só aconteceu porque alguém foi atrás. Porque se todo mundo ficar parado olhando, não existe. Eu falava pro Kevin que não sabia o que seria dele sem mim, porque eu tinha que saber de tudo…“.

Confira:

Esse conteúdo não pode ser exibido em seu navegador.

Elson Barbosa
Jornalista, encantado pelo entretenimento e pela possibilidade de contar e conhecer várias histórias ao mesmo tempo. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @ellsonbarbosa
Veja mais ›