Marcão do Povo se desculpa por sugerir “campo de concentração” para doentes

Marcão do Povo
Marcão do Povo chocou o público com uma fala polêmica no Primeiro Impacto (Imagem: Reprodução / Instagram)

Afastado do SBT desde que fez um comentário polêmico envolvendo os infectados pelo novo coronavírus, Marcão do Povo decidiu pedir desculpa. Em rede social, o apresentador do Primeiro Impacto se pronunciou sobre sua declaração.

Na semana passada, cabe lembrar, o jornalista afirmou que os infectados com coronavírus deveriam ser enviados para um “campo de concentração”. Em comunicado, nesta segunda-feira (13), ele disse que foi apenas um ato falho porque ele quis dizer “hospital de campanha”.

O polêmico apresentador pediu desculpas a todos os que se sentiram ofendidos e disse que em um programa ao vivo ele “está sujeito a erros e a palavras mal colocadas”.

“A ideia apresentada consistia na junção de pessoas infectadas para serem tratadas em um mesmo local, com atendimento digno e eficiente, evitando assim, a criação de vários pontos de atendimento específico em nosso pais, e certamente com custo bastante elevado para a montagem de cada estrutura individual”, escreveu Marcão do Povo.

O contratado do SBT, que também foi detonado por jornalistas da emissora, finalizou explicando que queria mesmo dizer que todos fossem enviados a um “hospital de campanha”.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Na data 07/04/2020, no Programa Primeiro Impacto do SBT, apresentei uma idéia com a finalidade de contribuir para a atual crise que o nosso país e o mundo vem passando no combate ao COVID- 19. A ideia apresentada consistia na junção de pessoas infectadas para serem tratadas em um mesmo local, com atendimento digno e eficiente, evitando assim, a criação de vários pontos de atendimento específico em nosso pais, e certamente com custo bastante elevado para a montagem de cada estrutura individual. Como vocês bem sabem, programa de televisão transmitido ao vivo está sujeito a erros e palavras mal colocadas, onde peço aqui as minhas sinceras desculpas pelo uso indevido da palavra “campo de concentração”, posto que na verdade queria me referir a palavra “hospital de campanha”. Vejam que em todo o teor da minha mensagem, eu jamais quis me referir a práticas nazistas, ou mesmo hostilizar pessoas doentes, foi apenas uma palavra mal colocada que trouxe grande repercussão negativa. Reforço com o destaque que merece: repudio veementemente qualquer tipo de discriminação, qualquer que seja. Em tempo, peço minhas sinceras desculpas para aqueles que se sentiram ofendidos, bem como expresso o esforço pessoal para que falhas como esta não voltem a acontecer. MARCÃO DO POVO.

Uma publicação compartilhada por Marcão do Povo (@marcaodopovooficial) em

CONTINUE LENDO →

Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e responsável pela coluna “Do Fundo do Baú”, publicada às quintas-feiras no RD1, com conteúdos marcantes da história da TV brasileira. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser através do email [email protected]

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com