Marcelo Adnet surpreende e bate de frente com Bolsonaro na Globo

COMPARTILHE
Marcelo Adnet alfineta Jair Bolsonaro no “Encontro” (Imagem: Reprodução / Globo)

Marcelo Adnet participou do “Encontro” na manhã desta terça-feira (15), e aproveitou o momento para cantar. O humorista, que lança a última temporada do “Tá no Ar – A TV na TV” na noite de hoje causou ao bater de frente com Jair Bolsonaro.

Na canção, uma das paródias do humorístico, Adnet afirma que se “a liberdade termina é pior” e pede “não seja reaça”. Internautas entenderam a letra da música como uma indireta para o presidente.

A polêmica aumentou quando a plateia e a apresentadora Fátima Bernardes começaram a cantar junto com Marcelo Adnet. Na atração, Marcius Melhem e Luana Martau também estavam presentes.

“Reaça, não seja reaça. Se a liberdade termina é pior. Reaça, reaça. Vê um corpo desnudo e acha um insulto para a família brasileira. Reaça, não seja reaça. Não faz sentido ter Escola sem Partido se o debate ensinar. Já é futuro, o homem pode ter marido e a mulher se empoderará”, afirma um trecho da música.

“E o Adnet afrontando o Bozo no programa da Fátima? Nunca critiquei”, defendeu um telespectador. “Globo esquerdista deixou Adnet cantar uma paródia criticando a ditadura no programa da Fátima”, retrucou um internauta.

Confira a repercussão na web:

Globo define destino de João Emanuel Carneiro após “Segundo Sol”

É fato que, apesar dos bons índices, “Segundo Sol” acabou, em novembro do ano passado, marcada por tramas irregulares, personagens aquém do talento de seus intérpretes e furos de roteiro. A “inconsistência” da novela das 21h acabou por gerar boatos acerca do retorno do autor, João Emanuel Carneiro, à faixa das 19h. O que, segundo informações do jornalista Flávio Ricco, não deverá ocorrer.

Tal possibilidade não ganhou força dentro da Globo – onde a chamada “dramaturgia longa” é gerida por Silvio de Abreu, espécie de “mentor” de João Emanuel. A manutenção do autor às 21h soa como reflexo da crise de autoria pela qual passa a faixa “mais nobre” da emissora, frente as “aposentadorias” de medalhões e apostas infrutíferas.

Dos oito autores que escreviam para o horário na última década, apenar João Emanuel Carneiro e Aguinaldo Silva, de “O Sétimo Guardião”, seguem em atividade. Benedito Ruy Barbosa, Gilberto Braga e Manoel Carlos se dedicam a projetos menores; Gloria Perez e Ricardo Linhares estão, momentaneamente, atuando como supervisores, próximos ao hoje diretor Silvio de Abreu.

CONTINUE LENDO →

Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter e escreve semanalmente para a coluna Você Sabia?. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email paullocarvalho19@gmail.com.

ALERTAS GRATUITOS
Deixe sua opinião!