Márcio Garcia fala sobre novo filme e trabalho como diretor

Márcio Garcia
Márcio Garcia dirigiu o filme Reação em Cadeia (Imagem: Reprodução / Instagram)

Apesar de ser sempre lembrado pelo seu trabalho como apresentador e ator, Márcio Garcia lançou seu terceiro filme como diretor. Com estreia adiada por causa da pandemia, o filme Reação em Cadeia, dirigido pelo artista, foi rodado em 2018.

Em conversa com a Quem, o global falou sobre o longa e suas expectativas: “O filme foi rodado em 2018 e colocá-lo nos cinemas, mesmo que só em 2021, é a consolidação. A gente filma para ser visto. Queremos que as pessoas assistam. Quem faz – seja atuando, produzindo ou dirigindo – tem a sensação de dever cumprido quando o produto final chega ao público”.

“Estava super ansioso para o lançamento. É como um filho que nasce, mas este filho teve uma gestação de um ano e oito meses (risos). Levamos um tempo desde a ideia inicial. O primeiro passo para o filme veio quando fiz o curta-metragem Predileção, ao lado de Bráulio Mantovani e Thiago Dottori, que assinam o roteiro junto comigo”, completou.

O filme de ação policial conta a história de Guilherme (Bruno Gissoni), um auditor, que consegue uma promoção no trabalho depois resolver um caso complexo. No entanto, o profissional descobre que foi incluído em um esquema de corrupção, e ainda vê a filha sendo ameaçada.

Questionado se imaginava que o tema do filme, a corrupção, fosse ser algo tão atemporal, Marcio Garcia admitiu: “Confesso que, infelizmente, imaginava. Nasci vendo isso, cresci com meus pais vendo notícias de corrupção no jornal. Quanto mais se fuça, mais se descobre. Hoje em dia, há muita polarização entre direita e esquerda, mas pelo menos há debate, muita gente engajada e à flor da pele. Acho bom isso”.

“As pessoas têm que reagir porque não adianta ficar em silêncio concordando com um, com outro. Para mim, era caótico o cenário em que ninguém fazia nada, mas ainda há muito chão pela frente. Acredito que as pessoas, tomando mais consciência do peso de suas escolhas, obviamente no momento da eleição, há uma reflexão. Antes, em época de eleição, as pessoas saíam de perto da televisão para não ver o horário político. As pessoas querem saber em quem podemos votar, quem são as opções”, pontuou.

MAIS LIDAS

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›