Maria Ribeiro reflete sobre liberdade sexual e faz desabafo

Maria Ribeiro
Maria Ribeiro revelou que conta com o apoio dos filhos para se desconstruir (Imagem: Reprodução / Instagram)

Em constante desconstrução, Maria Ribeiro abriu o jogo e afirmou que não se acha uma mulher livre sexualmente.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

publicidade

Durante sua participação no podcast Lá no Pod, de Claudia Lira e Monique Curi, a atriz conversou sobre relacionamento aberto, liberdade sexual e machismo.

“Eu não me acho uma mulher sexualmente livre. Porque a gente é fruto do nosso tempo, da nossa educação”, destacou.

publicidade

Veja Também

“A gente ainda é machista pra caramba. Fomos criadas muito ‘fecha a perna e se comporta como uma mocinha'”, acrescentou.

Maria, que afirmou acreditar estar evoluindo cada vez mais, pontuou que a formação acaba sendo uma segunda natureza.

“Eu olho as minhas amigas que tem relacionamento aberto, umas loucurinhas e penso: ‘Nossa, que inveja!’. E no fundo tem um pouco de moralismo nisso também”, confessou.

“Porque a pessoa é obrigada a ficar com uma só a vida inteira? De onde veio isso? E a gente tem que acreditar nisso e sofre pra caramba“, completou.

publicidade

Maria Ribeiro fala sobre militâncias

No papo, a atriz, que é mãe de João Betti, de 19 anos (com Paulo Betti), e Bento Blat, de 12 anos (com Caio Blat), revelou que conta com o apoio dos filhos para se desconstruir.

A cada vez que a gente se policia, de corrigir a nossa fala, é você prestar atenção no outro e nas suas dores. A gente já vive num país muito ferrado“, disse.

“E aí falam que dá muito trabalho porque agora a gente tem que pensar em tudo, mas é o mínimo. Eu erro muito. Sou muito corrigida por meus filhos, graças a Deus! Eles são muito melhores que a gente“, elogiou.

publicidade

Aproveitando o nome do podcast, Maria Ribeiro fez um trocadilho com o que ela acredita que pode ou não pode.

Pode qualquer coisa que não machuque outras pessoas… O que não pode é você fazer algo que faça mal a outra pessoa. Não pode ser racista, não pode ser misógino, não pode votar no Bolsonaro, não pode ter desprezo pela desigualdade do país“, declarou.

Esse conteúdo não pode ser exibido em seu navegador.

publicidade

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Carol BittencourtCarol Bittencourt
Brasileira vivendo em Portugal, Caroline Bittencourt é jornalista, pós-graduada em Comunicação e Design Digital. Atua como redatora e produtora de conteúdo para as redes sociais. Colabora com o RD1 desde 2018. Ama viajar, seja chegando em um novo destino ou em frente à TV assistindo uma boa série.