Marido de Paulo Gustavo faz linda homenagem ao ator e à Dona Hermínia

Paulo Gustavo
Thales Bretas ao lado do humorista Paulo Gustavo e dos filhos Romeu e Gael (Imagem: Reprodução / Instagram)

O marido de Paulo Gustavo, Thales Bretas, usou seu perfil no Instagram para prestar uma linda homenagem à mãe e ao humorista, que faleceu na última terça-feira (4) após complicações da Covid-19. Na publicação, o dermatologista relembrou um dos grandes sucessos do ator, Dona Hermínia, e aproveitou para destacar a importância dele na vida da família.

As duas maiores mães da minha vida! A primeira é a maior do Brasil. Mas representou para mim um ‘pãe’ tão atencioso, carinhoso e dedicado. Na foto ele amamentava Gael no set de filmagem! Te amo PG!“, afirmou, se referindo ao companheiro.

Em seguida, ele homenageou a mãe, Solange Bretas, com uma imagem de quando ela conheceu os netos.

A outra é minha mãezinha quando conheceu os netos, a continuação da nossa família. Como você foi sempre presente e amorosa todo o tempo comigo! Tenho certeza que deu tudo o que pode. Te amo!! Amo vocês para sempre!“, disse na postagem.

Fãs e amigos ficaram emocionados com o post e deixaram uma mensagem de carinho. “Essa foto ganha tanto significado esse fds…tantas camadas. Força Thales, querido. E obrigado por compartilhar com a gente!“, escreveu o apresentador Marcos Mion. “Thales… sinta o meu abraço daqui. Tenho orado muito por todos vocês. Esse amor é eterno. E você vai passar tudo o que aprendeu com o PG para o Gael e Romeu“, complementou Sabrina Sato.

Cabe lembrar que a personagem Dona Hermínia é uma referência à própria mãe do artista, Dona Déa Lúcia. A inspiração surgiu em 2004, durante a peça O Surto. Após ser ovacionada pelo público, ela retornou na peça seguinte, Infraturas, com Fábio Porchat.

Com o sucesso, Paulo decidiu criar um espetáculo dedicado apenas a ela, em 2006, que inclusive foi indicado ao Prêmio Shell no mesmo ano. O texto foi adaptado para o cinema, como Minha Mãe é uma Peça, em 2013, ganhando uma segunda edição três anos depois, o que deu ao artista a vitória no Grande Prêmio do Cinema Brasileiro de roteiro adaptado.

Em 2019, o terceiro filme bateu recorde de bilheteria nacional, com quase R$ 200 milhões de caixa. Somados, os três filmes venderam mais de 26 milhões de ingressos entre 2013 e 2020.

Confira:

Elson Barbosa
Jornalista, encantado pelo entretenimento e pela possibilidade de contar e conhecer várias histórias ao mesmo tempo. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @ellsonbarbosa
Veja mais ›