Mario Frias polemiza sobre auxílio para a Cultura e deputada reage furiosa

Mario Frias
Mario Frias critica auxílio para profissionais da Cultura (Imagem: Divulgação)

Mario Frias já entrou na secretaria especial de Cultura causando polêmica. No último final de semana, em entrevista ao deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), pelo Youtube, o integrante do governo Bolsonaro chamou o auxílio emergencial aos trabalhadores do setor da cultura de “esmola”.

Sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) neste terça-feira (30), a Lei Aldir Blanc ajuda os profissionais com R$ 600 e foi criticada pelo secretário. “Artista não quer esmola. A maioria que eu vejo diz: ‘Me deixa trabalhar’. Não quero auxílio“, disparou o famoso.

A relatora do texto que serviu de base para aprovação no Congresso da lei, a deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ), então, respondeu às críticas do ator. Ao UOL, ela afirmou: “Só os que não enxergam a real dificuldade do povo podem achar que não tem significado”.

“Isso foi confrontado pelo governo Bolsonaro com o valor de R$ 200,00. Foi uma conquista no Congresso o valor de R$ 600,00”, disse a deputada, que garante que muitos artistas e técnicos estão vendendo instrumentos para comprar alimentos.

“Se o secretário de Cultura acha que é esmola, o que dirá dos R$ 300,00 que o governo dele quer dar ao povo brasileiro?”, questionou a política. “Também socorre com R$ 3 bilhões os espaços comunitários, coloca recursos para fomento de atividades artístico-culturais e fortalece a diversidade cultural”, acrescentou Jandira.

CONTINUE LENDO →

A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.

ALERTAS GRATUITOS