Matheus Nachtergaele revela detalhes sobre vida amorosa e sexualidade

Da Redação

14/12/2020

Matheus Nachtergaele

O ator Matheus Nachtergaele abriu o jogo sobre preferências amorosas e sexualidade (Imagem: Divulgação)

Matheus Nachtergaele refletiu sobre a sua vida sexual, em entrevista concedida a Linn da Quebrada e Jup do Bairro no programa TransMissão, do Canal Brasil. O ator confessou que costuma ser ciumento e prioriza a monogamia.

Ele justificou as preferências sexuais e afetivas ao comparar o comportamento sexual humano com o exibido pelos macacos bonobos, encontrados na bacia do Rio Congo localizado na África Central.

“Temos um cio constante. Somos o macaco bonobo para baixo. O macaco bonobo, que dizem que é uma loucura. Eles fazem orgias, fazem surubas. Eu queria ser um macaco bonobo”, brincou ele, que ainda revelou contrapor essa imagem à sua realidade, revelando ser tímido e adepto do amor romântico.

“As pessoas devem achar que sou bonobo… orgia, sexo grupal… Mas, sou muito envergonhado… (…) Sou careta com sexo grupal, porque fico nessa ladainha do amor romântico. Quando me apaixono caio na armadilha de: ‘Você é só meu. Não quero que você olhe para mais ninguém’”, contou.

O artista também definiu a vida afetiva como um “Jogo Perdido”. “É difícil saber que é bonito o amor livre, como um todo… (…) Você vai ser ensinado que isso é solidão, que isso no fundo é solidão e tristeza. E, que na verdade a felicidade plena se dará no acasalamento do ninho, que a pomba botou os ovos e chocou e o pombo foi lá pegou a minhoca”, explicou, utilizando de uma metáfora.

Já sobre a sua vida profissional, Matheus Nachtergaele afirmou que atuar representa um instante de paz. “Posso começar a viver da única maneira como eu sei viver. Na verdade, acho que não sei viver muito bem assim a vida. Quando dá a “ação”, parece que me liberaram para finalmente viver em paz durante aqueles momentos”.

 “Por mais marcada e ensaiada que ela [a cena] esteja, ela também tem surpresas. Mas, aquilo que se vai instigar é um pouco mais organizado. Aquilo que se vai viver, aquilo que vai sofrer mesmo se for terrível, está um pouco mais organizado que esse vai e vem constante de maravilhas e horrores da vida diária, da vida cotidiana”, explicou.

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui
Da Redação
Escrito por

Da Redação

A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.