MC Mirella é intimada sobre caso envolvendo exploração sexual; entenda

MC Mirella
Mc Mirella  dá depoimento sobre investigação de exploração sexual (Imagem: Reprodução / Instagram)

MC Mirella foi intimada pela Polícia Federal para ser ouvida como vítima/ testemunha em uma investigação da 1ª Vara da Justiça Federal de Sorocaba (SP), envolvendo uma quadrilha de exploração sexual, que cita até a modelo Nubia Oliiver.

Em comunicado enviado à Quem, a advogada Adélia Soares contou que Mirella “já contribuiu com seu testemunho, e várias outras pessoas também vítimas da quadrilha foram ouvidas“.

O caso cita o empresário Wissam Nassar, dono de um dos maiores shoppings do Paraguai, como um explorador sexual de menores de idade. As crianças e adolescentes eram agenciadas por Rodrigo Otávio Cotait a pedido dele. O primeiro contato era feito através das redes sociais.

A funkeira chegou a ser acusada de aliciar uma adolescente de 17 anos, onde teria oferecido R$5 mil para que a garota tivesse um encontro com Wissam. Mirella chegou a ser investigada pelo Ministério Público, mas foi constatado que ela também foi vítima da quadrilha quando era adolescente.

O próprio Cotait admitiu, em comunicações interceptadas, que teria aliciado a famosa quando ela tinha 16 anos. A MC confirmou a informação.

Segundo a reportagem do SBT News, a exploração sexual de brasileiras tem ramificações em 15 países, de diferentes continentes. Durante operação realizada no último dia 27, seis integrantes da quadrilha foram presos no Brasil, Espanha e Portugal durante Operação Harém BR.

Fotos das mulheres agenciadas eram disponibilizadas em sites específicos, em um formato chamado pelos agentes federais de “broadcast” da prostituição. Para aliciar as meninas, o acusado se passava por proprietário de uma marca de cosméticos chamada Tommy G e se aproximavam delas no Instagram.

A polícia descobriu que muitas garotas nunca tinham se envolvido com prostituição antes e aceitaram o convite por dificuldades financeiras. Uma das jovens chegou a mandar uma foto com a geladeira vazia para o agenciador, que se demonstrou completamente misógino em uma troca de mensagens descoberta.

É o seguinte, a mulher tem três funções. Primeira, lógico, a mais importante: putaria, evidente. Segunda: ‘ai Rô, não faço, não gosto de putaria’, não tem problema, amor, você tem função ainda: você pode ser útil, me apresente suas amigas. ‘Ai Rô, não tenho amiga’. Não tem problema, você vai ter uma função finalmente: por favor, vassoura e pano de chão tá ali, vamos limpar a casa né?“, escreveu Rodrigo em uma das conversas.

AvatarDa Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›