MP do Futebol avança em Brasília e trava negociações da Globo

Globo
Globo fica estagnada por possível avanço da MP do Mandante em Brasília (Imagem: Reprodução / Globo)

A Globo está parada no que diz respeito às negociações pelos direitos de pay-per-view do Campeonato Brasileiro em 2021 com Cuiabá e Juventude, e tudo por causa de um fantasma que aterrorizou os seus planos no ano passado: a MP do Mandante, assinada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que pode ser recriada na próxima semana.

Segundo informações do UOL Esporte, uma porcentagem considerável de clubes considera como certa a volta da Medida Provisória. Assinada em julho do ano passada, a MP dá aos times da casa o direito de vender a transmissão para quem quiser.

A volta da Medida Provisória, caducada desde o final do ano passado, deve ser assinada na próxima semana. É o que dizem os clubes brasileiros com base em uma promessa feita a eles. Por isso, Cuiabá e Juventude, recém-chegados a Série A do Brasileirão, travaram as negociações com a Globo.

A emissora carioca ofereceu a mesma proposta para a maioria dos clubes, com contratos na TV aberta e TV por assinatura, com 40% igual, 30% por posição e 30% por exibição. As diretorias dos times aceitaram a proposta, mas não sobre o ppv. Sem os dois clubes, a Globo não vai ter 108 partidas da Série A em sua plataforma exclusiva de futebol.

Cabe lembrar que a MP 984 modifica a Lei Pelé. Em claro ataque à emissora carioca, o presidente da República assinou a Medida Provisória nº 984, alterou a autonomia dos direitos de arena e os concedeu somente para o clube mandante da partida. Isso prejudicou a maneira do canal em negociar com todos os clubes, dos grandes aos médios, mas principalmente os mais modestos.

A Medida Provisória é conhecida como “MP do Flamengo” porque o time foi responsável por pressionar Bolsonaro a fazer alterações na Lei Pelé, em meios a uma grande briga com a TV da família Marinho. Na época, o clube insistia pela retomada dos jogos do Campeonato Carioca, em plena pandemia. A Globo disse não, e a final foi exibida pelo SBT.

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›