Mulher da plateia debocha de Juliette cantando em rede nacional na Globo

Juliette Freire enfrenta situação enquanto canta na Globo (Imagem: Reprodução / Globoplay)

Juliette Freire ficou milionária após vencer o BBB deste ano, mas continua enfrentando algumas situações parecidas com as que vivia enquanto estava no confinamento.

Prova disso é que ela participou do Altas Horas da semana passada e, enquanto se apresentava, uma moça da plateia virtual não escondeu que estava caindo na risada com isso.

Na ocasião, a pessoa em questão acabou sendo captada pelas câmeras da Globo. Ela caiu na gargalhada durante um trecho de “Diferença Mara”, por conta da letra simplória.

“Eu sou do Nordeste, ele é do Sul / Prefere rap e eu sou mais Gadú / Ele vem de bicicleta / E eu que nunca fui atleta…”, diz o trecho em questão, que acabou virando piada na web.

No mesmo programa, Juliette admitiu que  não planeja trabalhar como atriz:

“Estou fora, essa não quero, já basta os desafios que eu estou enfrentando, isso é muito também. Deixa cada coisa no seu lugar”.

A advogada comentou também como a fama após deixar o Big Brother Brasil 2021. Ela revelou ter sentido ‘pânico’ e ‘medo’:

Eu tinha esperança de que eu ia sair querida porque eu tinha consciência das minhas atitudes, de quem eu era. Mas eu não tinha noção de que seria tão grande. Me assustei muito e comecei, realmente, a ter medo daquilo. Eu falei: ‘Será que essa pessoa aí que estão amando tanto sou eu? Eles viram tudo?’. Demorou um tempo até eu entender por quê. Nos primeiros dias eu ficava em pânico”.

Juliette contou que chegou a conversar com Padre Fábio de Melo, que também foi um dos convidados da atração:

“Eu cheguei em pânico, falei para ele: ‘Estou com muito medo, por favor, o que eu faço?’. Demorou um tempo para me reconectar e perder o medo, e entender que isso era uma bênção, eu não precisava estar assustada com isso. Depois fui acostumando, agora estou mais ou menos”.

Questionada sobre fé, Juliette confessou que teve uma fase de negação após a morte de sua irmã, Julienne, mas que conseguiu se reerguer e fortalecer sua espiritualidade:

“Sou cristã. Por um momento, me perdi da fé, me desconectei e tive um encontro bonito com a minha espiritualidade. Desenvolvo minha fé todos os dias, escolhi me apegar a isso e é o que me alimenta. Minha fé é o que me move”.

A maquiadora revelou o motivo de ter passado a assistir à edição do programa que a fez campeã:

“Estou no terceiro Paredão ainda. É muito estranho. Não me surpreendi, os sentimentos que tinha lá dentro condiziam com o que acontecia aqui fora. Alguns excessos me assustaram. Poucas vezes fiquei triste. Meus amigos e famílias não queriam deixar eu ver, mas preciso virar essa página e encarar o que aconteceu. Entender porque as pessoas gostam tanto de mim”.

A ex-BBB comentou também sobre como tem lidado com a fama repentina após deixar o programa global. “Tentando. Todos os dias aprendo uma coisa nova, vou tirando lições das situações e aprendendo um pouquinho de cada vez. Ninguém nasce sabendo e eu nasci nesse mundo agora, então estou aprendendo do zero, tentando fazer o meu melhor sempre”, disse.

Confira:

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›