Neto surta, critica Argentina, CBF, Tite e jogadores e elogia Anvisa: “Quero trabalhar lá”

Neto
Neto solta o verbo sobre polêmica envolvendo Brasil x Argentina (Imagem: Reprodução / Band)

O Craque Neto dedicou boa parte do programa Os Donos da Bola, da Band, nesta segunda-feira (6), para desabafar sobre a polêmica decisão da Anvisa em paralisar o jogo Brasil x Argentina. Após a atitude do órgão, a partida deste domingo (5) foi suspensa.

No programa, o ex-jogador disparou contra a seleção da Argentina e rasgou elogios para a Anvisa, que decidiu entrar no campo para advertir quatro argentinos que teria supostamente falsificado informações sobre a vinda do Reino Unidos. Eles deveriam ter feito a quarentena de 14 dias.

“O certo é o certo. Os caras falsificaram, tinha que meter era na cadeira, tinha que sair era algemado. […] Os quatro tinham que sair de camburão. No meu ponto de vista, o que eles fizeram foi falsificação na entrada do país”, iniciou o famoso.

O contratado da Band seguiu: “Vai na Argentina e entra para você ver o que não vai acontecer com você. A gente sai recebendo tapa no ouvido, na orelha. Meu irmão, eles falsificaram. O Ronaldinho Gaúcho não ficou seis meses preso no Paraguai por quê entrou com o passaporte falsificado?”.

“Aí vem os quatro folgados, falsifica e está achando que a Polícia Federal e o país é uma zona? Não é não. Sabe por que não teve jogo? Porque eles falsificaram [o passaporte]. O presidente da Anvisa não achou os caras, estava procurando os caras [antes da partida]. Quem manda é a Anvisa”, garantiu o famoso.

Neto ainda zombou do técnico brasileiro Tite: “Aí o Tite começou a pegar o terço, balançando a cabeça, como se quisesse o jogo. Queria o jogo Tite? Não deu uma opinião. Não falou nada. Quiseram tirar o fiscal de lá”.

“Quem acreditaria que em 2021 a Anvisa iria paralisar um jogo da Globo, dos patrocinadores, da seleção? Temos que bater palmas para a Anvisa. O Acuña tinha era que ser preso”, opinou ele, revoltado.

Aos gritos, ele ainda lembrou: “O Brasil virou o epicentro da covid-19. Ou vocês não se lembram disso? Acham que acabou a covid-19? Estão de brincadeira. Pressionaram esse fiscal que é um monstro, fera. Eu não vou aqui colocar política, partido e nada. E tem gente que é contra lei”.

Na sequência, o Craque Neto brincou dizendo que deseja trabalhar no órgão: “Eu quero trabalhar na Anvisa. Estou saindo da Band hoje. Como não vamos valorizar esses caras? ‘Não poderia ter tido um aviso antes?’. Mas quem disse que eles conseguiram?”.

Luiz Fábio Almeida
Luiz Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e colunista do RD1. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser através do email [email protected]
Veja mais ›