No JN, William Bonner defende a Globo e rebate Marcelo Crivella

Bonner
William Bonner critica postura de Marcelo Crivella após novo ataque contra a Globo (Imagem: Reprodução / Globo)

William Bonner não segurou as críticas contra o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB), que proibiu a entrada de todos os veículos do Grupo Globo em mais uma coletiva de imprensa da prefeitura, desta vez envolvendo a crise na saúde pública do município.

“O prefeito Marcelo Crivella impediu a participação de jornalistas do Grupo Globo em uma entrevista sobre o colapso no sistema de saúde do município”, lamentou o jornalista durante o Jornal Nacional desta sexta-feira (13). No evento, o prefeito anunciou um repasse para a saúde de R$ 152 milhões.

Bonner criticou a postura e falta de visão do sobrinho do bispo Edir Macedo na cobertura jornalística feita pela emissora: “É um tema que tem um impacto grande na vida dos cidadãos e, obviamente, merece cobertura jornalística ampla, como nós temos feito”.

Visivelmente incomodado com a posição antidemocrática de Crivella, o âncora considerou a atitude como autoritária. “O jornalismo da Globo está publicando tudo que de mais importante foi anunciado ali. Porque o nosso compromisso é de manter o público bem informado”, declarou.

Sobre o veto ao Grupo Globo, a assessoria de comunicação da prefeitura emitiu a seguinte nota: “O grupo Globo não exerce jornalismo sério, mas, sim, age como panfleto político, interessado em atacar governos que não lhes dão dinheiro para publicidade e, assim, ganhar espaço para notícias boas”.

Globo se pronuncia após ser vetada em entrevistas por Crivella

A Globo se pronunciou sobre a atitude do prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos), em impedir a entrada de seus jornalistas em evento que anunciou, nesta sexta-feira (13), verba de R$ 152 milhões à saúde do município.

Conforme informou o RD1, repórteres e cinegrafistas da Globo, GloboNews e G1 foram barrados pela Guarda Municipal de entrar no Palácio da Cidade, uma das sedes do governo, após as notícias dos veículos sobre a falta de vagas em hospitais públicos e atrasos salariais dos profissionais de saúde.

“Dado o óbvio impacto na vida dos cariocas, o tema tem merecido ampla cobertura jornalística. Apesar da atitude autoritária e antidemocrática do prefeito, tudo o que de mais relevante tiver sido ali anunciado será noticiado”, afirma o comunicado emitido pela emissora carioca.

A empresa ainda segue com a nota: “O que importa para a TV Globo e para os demais veículos do Grupo Globo é manter o público bem informado. Manteremos esse compromisso”.

CONTINUE LENDO →

Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter e escreve semanalmente para a coluna Você Sabia?. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email paullocarvalho19@gmail.com.