No Limite 2022: Kamyla é eliminada após traição de aliadas e combinação dos rivais

No Limite 2022
Kamyla é eliminada de No Limite 2022 após traição de aliadas e combinação dos rivais (Imagem: Reprodução / Globoplay)

O quarto episódio de No Limite 2022 foi cercado de reviravoltas, elementos novos no jogo, intrigas, formações de aliança e tudo mais! Kamyla Romaniuk teve que dar adeus à busca pelo prêmio de R$ 500 mil, em meio a traições e combinação de votos.

Fique por dentro de tudo que rola em No Limite 2022 na cobertura do RD1

Guza Rezê derramou o arroz que eles comeriam e ficou com medo de virar alvo da Tribo Lua. Ao repercutir a derrota do episódio que eliminou Adriano Gannam do reality, Ipojucan Ícaro cobrou que a galera prometa menos, e tente de fato dar mais energia.

Veja Também

A Prova do Privilégio exigiu rapidez, montagem de peças, nado, estratégias e trabalho em equipe num circuito complexo. O pessoal da Lua ficou muito na frente por um tempo, mas empacou na montagem do timão (um tipo de volante), fazendo a galera do Sol conseguir uma retomada impressionante. Mesmo assim, eles perderam novamente essa conquista.

Fernando Fernandes pediu que o grupo escolhesse um representante de cada grupo para se apresentar e não disse o motivo, só que eles teriam que acompanhá-lo através de uma trilha.

Victor Hugo e Matheus Pires foram os apontados, e disputaram uma imunidade. O primeiro venceu numa disputa de pontaria e agilidade, e ganhou o poder de voto duplo, que poderia ser usado nesse portal, ou no próximo.

Confira:

Volta da dupla causa curiosidade com o segredo e deixa clima tenso no jogo

Pires preferiu apelar para o blefe, dando a entender que tem poderes, para se dar bem no jogo. Victor, no entanto, fez mistério e ficou com medo de contar, e se dar mal. Pouco tempo depois, soltou o verbo para Bruna Negreska, Ipojucan e Charles Gama, que ficaram felizes pelo aliado e pela vantagem.

Já entre a Tribo Sol, Clécio Barbosa, Leonardo Correa e Vanderlei Ramiro não esconderam a chateação por esse mistério de Matheus.

O trio de aliados da Lua, citado anteriormente, detonou Kamyla por dizer que queria eliminar os mais fortes; que para eles seria um tiro no pé, no quesito das provas. Eles tentaram puxar Rodrigo Moraes e conseguiram. Janaron Uhãy não esteve oficialmente em nenhuma conversa, mas se livrou da indecisão.

Veja:

Depois da nova Prova da Imunidade, rivalidades ficam claras em No Limite 2022

Na Prova da Imunidade, os concorrentes precisaram de equilíbrio, resistência, força e um pouco de estratégia. A tarefa era simples de se entender, mas de difícil execução: com os braços, cada integrante se ligava a outro através de cubos segurados.

Quando todos formassem essa “linha”, vencia quem ficasse 3 segundos firmes entre os dois lados da parede. Entre dores, recomeços e mudança de perspectiva, a equipe Lua perdeu mais outra disputa contra a eliminação e foram mandados para o portal.

Os derrotados ficaram especulando de quem foi a culpa. Vanderlei e Victor começaram a campanha contra Kamyla, que viram como alguém de desempenho fraco nas provas.

Guza perdeu a paciência com a falta de sono no últimos dias e acusou Ipojucan de ser mascarado. O artista circense se defendeu numa treta contra aquela que seria eliminada, esclarecendo que pediu sua mochila embaixo da cabeça dela por ser uma situação que estava se repetindo.

O competidor negou a grosseria e acusou a rival de criar uma narrativa com ele como alguém machista e malvado, inclusive reclamando de piadinhas que ouviu. No final, Roberta Terra e Shirley Gonçalves traíram a aliança feminina e decidiram eliminar Kamyla. Somente Guza e a própria biomédica foram em Ipojucan.

Assista:

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Matheus Henrique Menezes
Oficialmente redator desde 2017. Experiências como editor e social media. Já escrevi sobre famosos, TV, novelas, música, reality show, política e pauta LGBTQIA+. Vídeos complementares no YouTube, no canal Benzatheus.
Veja mais ›