Anitta
Lexa, Anitta e Ludmilla e a repercussão da parada LGBTQ+ (Imagens: Reprodução / Instagram)

As polêmicas em torno da Parada LGBTQ+ de São Paulo envolvendo as cantoras Lexa, Anitta e Ludmilla e os famosos que marcaram presença no evento. Saiba tudo na coluna Notícias dos Famosos de hoje!

Mãe de Lexa é acusada

A mãe da cantora Lexa está sendo acusada de humilhar as integrantes do grupo Donas nos bastidores da Parada LGBTQ+. No Instagram, elas responderam um post da artista e dispararam: “Sua equipe nos agrediu. Estamos com as unhas machucadas“.

Derrubaram uma de nós. Fomos humilhadas pela sua mãe. Temos vídeos mostrando como sua equipe se comportou contra nós e nosso empresário“, disparou a página do grupo. O comentário foi feito em um post em que Lexa falava de amor.

O motivo, segundo o jornalista Leo Dias, teria sido o fato do trio ter dividido o camarim com Lexa. Segundo a cantora, após o desentendimento no início, elas concordaram em dividir o espaço. No entanto, a mãe de Lexa não gostou nada e se irritou com a outra equipe. Foi aí que a confusão se agravou.

Anitta
Mãe de Lexa é acusada (Imagem: Reprodução / Instagram)

Ludmilla não aparece na Parada LGBT

Bissexual assumida há algumas semanas e namorando a sua dançarina, Brunna Gonçalves, Ludmilla não marcou presença na Parada LGBT. Apesar de ter estado no “Domingão do Faustão”, no “Show dos Famosos”, a cantora não mostrou muita empolgação com o evento.

No Instagram, ela limitou-se a repostar uma foto da multidão, publicada pela cantora Preta Gil, nos Stories, e escreveu: “Que orgulho“. Depois, continuou com a sua programação normal e não voltou a falar sobre o assunto. Não foi feita uma homenagem da sua parte.

Nas redes sociais, é claro, o público sentiu a sua falta e lamentou o seu sumiço.

Últimas dos Famosos

  • Pabllo Vittar também não esteve presente na Parada LGBTQ+ deste ano, mas por um bom motivo. Ela está em uma turnê internacional (EUA e Canadá). Mesmo cantando em português, o público de lá está com todas as letras na ponta da língua. Arrasou!

  • Já aqui no Brasil, a Parada LGBTQ+ contou com várias famosas da Globo e da mídia. Casos de Fernanda Lima, madrinha do evento, Bruna Linzmeyer, Maria Casadevall, Juliana Caldas e Rosane Gofman. Regina Volpato e Aritana Maroni também foram.

View this post on Instagram

Quando a polícia decidiu realizar mais uma de suas violentas invasões no Stonewall Inn, um bar queer de Nova York em 1969, não esperava que o público se revoltaria. Liderado por uma mulher transgenere negra, chamada Marsha P. Johnson, a revolta daria início a um dos marcos na luta pelos direitos LGBTs no mundo. Foi esta madrugada, em 28 de junho de 1969, que possibilitou que tantas pessoas pudessem se reunir hoje, 50 anos depois, e fazer a Parada do Orgulho LGBTQ+ de São Paulo. A parada deste ano faz um homenagem a Rebelião de Stonewall. Muitas coisas mudaram desde aquela época, mas a luta contra o preconceito continua e nós não vamos parar, até que a mudança de fato aconteça. #LGBTQ #Pride #ParadaSP #ParadaLGBT #Stonewall50Anos _______ Styling @yanacioli Beleza @aledesouza Foto @lucasmennezes Fernanda veste @dolcegabbana @rrosneratelier @mariadolores_oficial

A post shared by Fernanda Lima (@fernandalimaoficial) on

  • A ex-BBB Jaqueline Grohalski foi flagrada aos beijos com outra morena misteriosa durante a Parada LGBTQ+. A loira surpreendeu a todos com o momento quente, com direito a língua e batom borrado. Quem será a moça?

  • Entre os artistas musicais, estavam Lexa, Luísa Sonza, IZA, Pocah, Karol Conká, Matheus Carrilho, Daniela Mercury, Mulher Pepita, Gloria Groove e Aretuza Love, além da Spice Girl Melanie C.

Anitta apoia causa e é atacada

Anitta usou seu perfil no Instagram para apoiar a Parada LGBTQ+ horas depois do evento, na madrugada desta segunda-feira (24), mas não foi bem recebida. Nos comentários, ela acabou sendo duramente criticada.

Hoje foi dia da 23⁰ edição da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo que levou mais de 3 milhões de pessoas às ruas. É muito mais do que uma festa, é uma luta por respeito e dignidade“, escreveu na legenda.

Este ano não pude estar presente mas deixo aqui meu amor, respeito e gratidão a este público que faço parte e que me traz tantas alegrias. #pride #loveislove“, disse ela, que se apresentou na edição de 2018.

Se forçar mais explode“, disparou uma fã. “Você não foi convidada porque você não representa ninguém. Não sabe nada sobre a causa“, disse outra. “Na hora que a comunidade precisa você se cala“, outra.

🔵Boletim RD1 💥 Notícias dos Famosos