Núbia Óliiver chora e alega inocência ao ser acusada de aliciar mulheres

Núbia Óliiver
Núbia Óliiver desabafou sobre ter sido acusada de aliciar mulheres (Imagem: Reprodução/ Record)

Núbia Óliiver quebrou o silêncio sobre a acusação de aliciar mulheres. Em entrevista para Roberto Cabrini, no Domingo Espetacular, da Record, ontem (6), ela chorou e garantiu que nunca se envolveu com nenhuma quadrilha de tráfico internacional.

A modelo afirmou que a sua relação com o acusado de cometer os crimes, o empresário Rodrigo Cotait, teve início nas redes sociais, quando foi procurada para divulgar maquiagens para seus seguidores. Ela, então, apontou que costumava entrar em contato com mulheres interessadas em trabalhar com a divulgação dos produtos.

“Ele pediu para eu entrar em contato com meninas que queriam fazer as ações [publicitárias]. Eu recebi os produtos dele, as meninas também iriam receber. Obviamente eu iria ganhar a minha comissão”, afirmou a famosa.

Núbia Óliiver acrescentou: “Eu passei algumas meninas para ele, mas era para maquiagem, ele queria explodir a marca dele. O [nosso] primeiro contato foi em 2019. Ele me abordou para fazer essa ação. Fui enganada, eu fui passada para trás, como eu não sabia, eu executei o meu trabalho”.

Na entrevista, então, ela chorou e garantiu que está vivendo “o momento mais difícil” de sua vida, apesar de já ter passado por períodos delicados como gravidez, depressão e problemas financeiros.

“Só [tive] danos, eu perdi amigos, perdi material fotográfico que eu tinha investido dinheiro, perdi patrocinadores, perdi seguidores. E ter feito minha filha passar por esse constrangimento. Pessoas me bloquearam, não queriam falar comigo, [sofri] ameaças nas redes sociais [dizendo]: ‘Vou te matar’, ‘Sua cafetina’, ‘Sua aliciadora'”, desabafou ela.

No mês passado, a modelo começou a ser investigada por um suposto envolvimento em uma rede de prostituição internacional. A informação foi confirmada pela Polícia Federal ao Fantástico, da Globo.

Em um dos áudios divulgados pela Polícia Federal, Núbia Óliiver surgiu pedido para que não usassem o nome dela. “Umas meninas vão te ligar aí. Essas eu sei que são do Rio de Janeiro. Só não usa meu nome. Como a gente é muito conhecida, gera fofoca”, disse a modelo. Agentes, então, fizeram busca e apreensão no apartamento dela.

O esquema de tráfico de mulheres seria comandado por Rodrigo Cotait, 44 anos. A jovens traficadas eram selecionadas, principalmente, por número de seguidores nas redes sociais e títulos, como o de miss.

Luiz Fábio AlmeidaLuiz Fábio Almeida
Luiz Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e responsável pela coluna "Do Fundo do Baú", publicada às quintas-feiras no RD1, com conteúdos marcantes da história da TV brasileira. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser através do email luizfabio@rd1audiencia.com
Veja mais ›