“O que me cativa são pessoas verdadeiras”, diz Gil Coelho, o Augusto de Nos Tempos do Imperador

Gil Coelho
Gil Coelho dá vida ao príncipe Augusto em Nos Tempos do Imperador, da Globo (Imagem: Lucio Luna)

Se na novela Nos Tempos do Imperador o príncipe Augusto e a princesa Leopoldina (Bruna Griphao) já foram shippados pelos fãs – como Dusty (de Dina, apelido da princesa, e Augusto) –, fora da TV, Gil Coelho, continua solteiro e entrega que para conquistar o seu coração é preciso de sinceridade.

“Eu estou solteiro e o que me cativa é a verdade, são pessoas verdadeiras. Sou um cara carinhoso e leve com a vida”, conta o ator em entrevista exclusiva ao RD1.

Quando o assunto é amor, paixão, ele deixa claro que não existem regras que venham pesar na decisão de engatar ou não em uma relação. O que prefere é deixar tudo fluir, acontecer de forma natural.

“Eu sou ariano, então, já sabe, não é? Nesses momentos, não meço muito os pontos positivos ou negativos, vivo e deixo tudo acontecer”, diz Coelho, que é bom na cozinha, no comando do forno e fogão, e sabe como ninguém preparar delícias para comer em um fim de semana ou num jantar a dois. “Tudo depende da ocasião!”, garante.

Contente com a repercussão do casal Augusto e Leopoldina, ele afirma que os dois conquistaram o público. E um dos termômetros desse sucesso são os comentários que ele recebe diariamente em suas redes sociais.

“Eu tenho visto muitos comentários bacanas nas redes sociais. Fico feliz com o retorno deles. Sempre que tenho uma brecha, procuro responder a todos, conversar com galera. Afinal, eu faço o meu trabalho para o público que me assisti diariamente na novela. É muito gostoso receber esse retorno tão positivo”, afirma.

Para viver o príncipe Augusto de Saxe-Coburgo, Gil fez aulas de etiqueta, leu muito sobre o universo do personagem e ainda aprendeu a falar o alemão.

“O que mais me deixou interessado no assunto, nesse mundo do Augusto, foi, realmente, a língua alemã – que é bonita; e ainda as aulas de etiqueta e de história e curiosidades da época. Não posso deixar de fora a aula de corpo”, confidencia.

Gil Coelho
Gil Coelho é um dos destaques de Nos Tempos do Imperador (Imagem: Lucio Luna)

Gil Coelho e uma novela em tempos de pandemia

Com 34 anos e uma carreira de sucesso na TV, em trabalhos como Malhação, I Love Paraisópolis e A Lei do Amor, quando deu vida ao frentista Wesley; agora, no folhetim das 18 horas, Gil Coelho conta que ao ler os capítulos de Augusto viu que não poderia faltar humor em suas falas ou tiradas.

“Quando comecei a estudar os capítulos, de imediato, eu senti um pouco de humor no personagem. Logo, anotei essas características dele e procurei trazer leveza ao trabalho, para a interpretação desse príncipe. E isso foi bem positivo para o personagem”, explica.

Apesar de já ter terminado as gravações do folhetim, por ser uma trama de época, Gil explica que não foi uma tarefa fácil fazer as cenas em plena pandemia do coronavírus.

“Tinha que fazer o teste do PCR todos os dias, era necessário manter o distanciamento e usar máscara. Sem dúvida, a relação nos bastidores não foi igual, se comparada com outras novelas que já participei. Mas conseguimos fazer tudo e sem perder a qualidade do produto”, finaliza.

MAIS LIDAS

Márcio Gomes
O carioca Márcio Gomes é apaixonado pelo jornalismo, tanto que o escolheu como profissão. Passou por diversas redações, já foi correspondente estrangeiro dos títulos da Editora Impala de Portugal como Nova Gente, Focus, Boa Forma, e editor na revista de BORDO. Escreveu para várias publicações como Elle, Capricho, Manchete, Desfile, Todateen, Shape, Seleções, Agência Estado/Estadão, O Fuxico, UOL, entre outros.
Veja mais ›