Ocupando vaga do extinto Pânico na Band, Perrengue na Band se compara a antecessor, mas sem final trágico

Perrengue na Band
Ocupando vaga do extinto Pânico na Band, Perrengue na Band se compara a antecessor, mas sem final trágico (Imagem: Reprodução – Jovem Pan / Divulgação – Band / Montagem – RD1)

A equipe do Perrengue na Band está se preparando para estrear em um horário muito conhecido pelo público da emissora, o domingo à noite. A atração ao vivo, comandada por Tatola Godas, Dennys Motta, Ricardinho Mendonça e Angelo Campos, sob a direção de Ricardo de Barros, assumirá o horário que pertenceu ao extinto Pânico na Band, que saiu do ar em 2017.

Coincidentemente, a equipe do Perrengue fez a mesma trajetória da turma capitaneada por Emilio Surita: saiu da RedeTV! rumo à Band – o primeiro, porém, deixou o ar por conta do desgaste do formato além dos altos custos da produção.

Diante disso, a inevitável comparação entre as duas atrações foi alvo de análise dos novos contratados.

“O caminho que o Pânico fez foi muito bom. Eles são um programa de rádio, e estão no ar até hoje, na Jovem Pan. Eram do rádio e foram pra RedeTV!. Nós, do rádio e fomos pra RedeTV!. Eles saem da RedeTV! e vêm pra Band. A gente sai da RedeTV! e vem pra Band. O caminho é o mesmo, o jeito é outro. Tanto do programa quanto das soluções das saídas. Nós temos um jeito completamente de ser. Diferente dos caras. Nem bom, nem mau. Nem ruim nem melhor, mas a gente é a gente e eles são eles. Cada um é de um jeito”, começou disse.

“A maneira é diferente. O que eles querem com o programa deles sempre foi claro. São humoristas da melhor qualidade e fazem uma série de coisas. A gente é bem humorado da melhor qualidade. A gente é diferente. O caminho é igual. O jeito é o nosso. E o deles, é o deles”, completou.

Os principais quadros do programa

Tá no Zap: vídeos compartilhados no WhatsApp são exibidos e comentados pelo elenco do programa.

Perrengue Astral: o elenco mostra, em divertidas esquetes, como pessoas de cada signo reagem às mais variadas situações do dia a dia.

Largados no Sofá: em um determinado lugar público, há um sofá onde as pessoas podem sentar para comentar vídeos divertidos pré-selecionados.

De Olho no Mundo: as principais notícias da semana são analisadas de um jeito divertido pelo elenco.

Rola que Cola: a cada semana, uma pessoa da audiência de casa ou da plateia vai ao palco para tentar faturar até mil reais. Após ser enrolado e imobilizado dos pés ao pescoço com plástico PVC, o participante rola no chão repleto de notas de diversos valores durante 20 segundos e ganha a quantia que grudar em seu corpo. O troco vai para um internauta que comentar o post da brincadeira no Facebook oficial.

Fuçada na Rede: o elenco fuça as redes sociais de artistas para contar as fofocas quentinhas do mundo das celebridades.

Cantadas de Rua: Carla Bora, influenciadora digital e colaboradora do programa, dá cantadas nos homens nas ruas usando sua voz grossa, invertendo as incômodas situações em que geralmente os homens deixam as mulheres.

Desafio da Semana: todo domingo, a atração divulga um desafio através de suas redes sociais com um tema diferente: pode ser um vídeo criativo, uma foto divertida com a família ou até mesmo o voto em uma enquete. Além de ter a chance se ver na televisão, os participantes podem faturar mil reais no final do programa.

MAIS LIDAS

Reuber Diirr
Reuber Diirr é formado em jornalismo pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Com passagens pela Record News ES e TV Gazeta (Globo/ES), acompanha as coletivas de imprensa com matérias exclusivas. Além disso, produz conteúdo multimídia para o Instagram, Twitter, Facebook e Youtube do RD1. Acompanhe os eventos com famosos clique aqui!
Veja mais ›