Pai de Neymar se pronuncia sobre projetos de lei inspirado no filho

Neymar
Em seu perfil no Instagram, Neymar Santos agradeceu, mas recusou projetos de lei inspirados na polêmica com Neymar (Imagem: Reprodução / Instagram)

Neymar da Silva Santos, o pai do jogador Neymar Jr. se pronunciou nesta sexta-feira (7) sobre os Projetos de Lei, protocolados na última quinta-feira (6), que propõem o aumento da pena para condenados em casos de calúnia e difamação caluniosa, quando a imputação da falsa conduta criminosa for contra a dignidade sexual. Os projetos foram “apelidados” de “Neymar da Penha”. Apesar de agradecer a iniciativa, o empresário recusou as ideias.

Dois projetos idênticos foram protocolados no mesmo dia. Um deles de autoria dos deputados Carlos Jordy (PSL-RJ), Enéias Reis (PSL-MG) e Celso Sabino (PSDB-PA); o outro por Cabo Junio Amaral (PSL-MG). Após a divulgação, os textos ganharam o apelido de “Lei Neymar da Penha”, em referência à lei sancionada em 2006 e que combate a violência contra a mulher.

Em um texto publicado em seu perfil no Instagram, Neymar Pai se mostrou grato pela intenção dos políticos, mas descartou qualquer possibilidade das mesmas irem à frente, dando preferência que a justiça seja feita.

Agradecemos imensamente o apoio de todos e compreendemos a boa intenção da iniciativa de projeto de lei. Mas, a única coisa que queremos nesse momento é justiça. Ver uma lei ser feita em nome do meu filho, por conta desse lamentável episódio, não me deixa nada feliz. Ao contrário: meu filho quer apenas a verdade e a paz de volta“, declarou.

Santos ainda acrescentou entender a importância das leis que protegem as mulheres e pessoas de acusações indevidas, mas que essas questões não poderiam ser “confundidas com o caso do filho“.

A única coisa que queremos, no momento, é provar a verdade desse caso, a inocência dele. Se um dia for feita uma lei em seu nome, que seja pela valorização do esporte, pois o futebol é o que move sua vida e a razão pela qual ele é conhecido“, concluiu na publicação na qual o herdeiro famoso posa com a mãe, Nadine Santos, e a irmã, Rafaela Santos.

Neymar Jr. recebeu uma acusação de estupro pela modelo Najila Trindade, que conheceu pela internet, através de uma rede social; após conversas no WhatsApp, eles acabaram marcando um encontro em Paris, na França, no qual ela afirma que teria ocorrido o crime.

Confira:

View this post on Instagram

Agradecemos imensamente o apoio de todos e compreendemos a boa intenção da iniciativa de projeto de lei. Mas, a única coisa que queremos nesse momento é justiça. Ver uma lei ser feita em nome do meu filho, por conta desse lamentável episódio, não me deixa nada feliz. Ao contrário: meu filho quer apenas a verdade e a paz de volta. As mulheres conseguiram prosperar muito até agora e consideramos a defesa dos direitos das mulheres e as leis que as protegem como fundamentais, a exemplo da Lei Maria da Penha. Assim como também entendemos como importantes as leis que protegem as pessoas de acusações indevidas. Mas, isso não pode ser confundido com o caso do meu filho. A única coisa que queremos, no momento, é provar a verdade desse caso, a inocência dele. Se um dia for feita uma lei em seu nome, que seja pela valorização do esporte, pois o futebol é o que move sua vida e a razão pela qual ele é conhecido.

A post shared by Neymar Pai (@neymarpai_) on

WordPress Lightbox