Patrícia Poeta é acusada de apropriação cultural após atitude no Encontro

Patrícia Poeta
Apresentadora é acusada de apropriação cultural surgir de quimono em programa (Imagem: Reprodução/ Globo)

Patrícia Poeta surgiu no Encontro, da Globo, nesta quinta-feira (22), vestida com um quimono, dizendo que a atração estava em “clima de Japão e Olimpíada”. Porém, nas redes sociais, a atitude foi vista por muita gente como apropriação cultural.

Na atração, além da vestimenta tradicional japonesa, a apresentadora também conversou com o consultor Noboru Fujita, que revelou peculiaridades do país.

“Estive no Japão, em Quioto, e comprei o quimono que estou usando hoje. Aliás, os quimonos têm preços variados. Os mais caros e novos podem custar até R$ 45 mil. São confeccionados com fios de ouro e pedras preciosas”, recordou Patrícia, sobre a vestimenta tradicional dos japoneses.

O quimono, cabe destacar, é usado em cerimônias especiais e visitas a templos religiosos. No Encontro, a jornalista ainda relembrou as experiências gastronômicas, como quando esteve em um restaurante que simula uma prisão.

“Gente… A Patrícia Poeta de kimono, essa mulher é uma máquina de vacilos”, declarou um internauta. “Patrícia vestida kimono pra apresentar um programa cheio de clichês sobre o Japão”, comentou outro.

Um terceiro afirmou: “Patrícia Poeta |fantasiada| de japonesa e dizendo homenagear a cultura e costumes nipônicos, e eu acabei de sair de uma aula chamada Marketing Cultural. O que tá havendo?”.

Confira a repercussão:

Luiz Fábio Almeida
Luiz Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e colunista do RD1. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser através do email [email protected]
Veja mais ›