Paulo Betti surge revoltado após incêndio na Cinemateca e pede prisão de Mario Frias

Paulo Betti e Mario Frias
Paulo Betti pede prisão de Mario Frias após incêndio na Cinemateca (Imagem: Reprodução / Instagram)

Paulo Betti surgiu completamente revoltado nas redes sociais após o incêndio que atingiu a Cinemateca, em São Paulo. Durante o seu pronunciamento, o ator fez questão de criticar a atuação do secretário especial da Cultura, Mario Frias, que abandonou a carreira artística para seguir a política ao lado de Jair Bolsonaro (sem partido).

O veterano destacou o descaso do governo com a instituição, que está sem gestor desde 2019. Betti pediu a prisão do aliado do presidente por negligência em relação à conservação da Cultura no país.

Quem mandou matar Marielle? Yanomami morre atropelado por avião de garimpeiro. 15 toneladas de ouro contrabandeadas para o exterior, a contaminação ambiental, 545 mil mortes, corrupção nas vacinas, ataque a cultura, incêndio na Cinemateca, ameaças diretas à democracia. Isso não é motivo suficiente para gritarmos? Basta”, escreveu ele, acompanhado de uma foto com a hashtag do movimento #MarioFriasnaCadeia.

Cabe lembrar que Regina Duarte, antiga responsável pela pasta de Frias, era cotada para assumir a direção da Cinemateca, mas o plano não saiu do papel em razão de um imbróglio judicial envolvendo o Ministério da Educação, a Secretaria Especial de Cultura e a Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto (Acerp).

Em março de 2018, foi assinada uma parceria entre o antigo Ministério da Cultura e o Ministério da Educação, em que a Cinemateca passava a ser administrada integralmente pela Acerp por um período de 3 anos, portanto, até este ano.

Mesmo com a situação complicada, Bolsonaro fez a promessa em vídeo: “Regina Duarte relatou que sente falta de sua família, mas para que ela possa continuar contribuindo com o Governo e a Cultura Brasileira assumirá, em alguns dias, a Cinemateca em SP”.

Na época, Regina Duarte definiu a decisão do presidente como um presente. “Acabo de ganhar um presente, que é o sonho de qualquer profissional de comunicação, de audiovisual, de cinema e de teatro, um convite para fazer cinemateca que é um braço da cultura em São Paulo”, celebrou.

Confira:

Elson Barbosa
Jornalista, encantado pelo entretenimento e pela possibilidade de contar e conhecer várias histórias ao mesmo tempo. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @ellsonbarbosa
Veja mais ›