Paulo Coelho lista “assassinos” de Paulo Gustavo em postagem

Paulo Coelho
Paulo Coelho comentou sobre a morte de Paulo Gustavo (Imagem: Divulgação)

Paulo Coelho foi mais um famoso a se manifestar publicamente sobre a morte de Paulo Gustavo, que faleceu aos 42 anos na noite desta terça-feira (4), vítima do novo coronavírus, após passar quase dois meses internado em hospital no Rio de Janeiro.

No Twitter, o famoso escritor apontou que os “assassinos” do comediante são todos aqueles que negam a gravidade da covid-19, mesmo após mais de um ano da pandemia. Ele ainda falou sobre as pessoas que causam aglomerações, não seguem os protocolos de segurança recomendados pelas entidades de saúde, e que debocharam da doença.

“Assassinos de Paulo Gustavo: quem dizia ‘é só uma gripezinha’; ‘não passa de 200 mortes’; ‘cloroquina resolve’; ‘gente morre todo dia’; lockdown destrói o país’; máscara nos faz respirar ar viciado’; eu obedeço o comandante’. E por aí vai. Canalhas da pior espécie”, publicou Paulo Coelho, que é um crítico do governo de Jair Bolsonaro (sem partido).

O comediante morreu em hospital do Rio de Janeiro, aos 42 anos. O famoso é mais uma vítima da doença que já matou mais de 400 mi brasileiros em um ano.

O ator estava internado em hospital do Rio de Janeiro desde o dia 13 de março devido às complicações provocadas pela Covid-19. Seis dias depois, ele chegou a apresentar melhora no quadro geral.

Porém, no dia 22 do mesmo mês a situação regrediu e o comediante precisou ser intubado. Na ocasião, os médicos anunciaram que ele “necessitou entrar em ventilação mecânica invasiva, para ser tratado de forma mais segura”.

No dia 2 de abril, o quadro dele piorou novamente e ele passou a utilizar uma terapia que se assemelha ao uso de um pulmão artificial. Já no último domingo (2), Paulo Gustavo teve uma redução de sedativos e bloqueadores, chegou a interagir com médicos e o marido, Thales Bretas, mas depois sofreu uma piora.

Luiz Fábio AlmeidaLuiz Fábio Almeida
Luiz Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e responsável pela coluna "Do Fundo do Baú", publicada às quintas-feiras no RD1, com conteúdos marcantes da história da TV brasileira. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser através do email [email protected]
Veja mais ›