Prefeito de cidade de MG negocia quebra de contrato amigável com Gusttavo Lima

Gusttavo Lima
Gusttavo Lima está em discussão com prefeitura de MG (Imagem: Reprodução / Instagram)

O prefeito do município de Conceição do Mato Dentro, de Minas Gerais, José Fernando Aparecido de Oliveira (MDB), revelou que está negociando com a equipe do Gusttavo Lima para não ter que pagar multa de R$ 600 mil pelo show que foi cancelado.

“Estamos caminhando para um distrato amigável pra evitar qualquer tipo de judicialização”, disse o prefeito, nesta terça-feira (31), ao G1.

O sertanejo, cabe lembrar, se apresentaria no dia 20 de junho, durante a 30ª Cavalgada do Jubileu do Senhor Bom Jesus Do Matozinhos. O cachê cobrado foi de R$ 1,2 milhão.

Veja Também

A apresentação de Gusttavo Lima foi cancelada após uma reportagem que dizia que a verba empenhada viria da Compensação Financeira pela Exploração Mineral (Cfem), tributo pago pelas mineradoras às cidades onde há atividades minerárias. O dinheiro só poderia ser usado em educação, saúde e na infraestrutura.

“Depois dessa confusão toda envolvendo a nossa cidade, envolvendo o nosso município, envolvendo a minha honra pessoal nós resolvemos cancelar o evento para o bem do serviço público, para preservar a paz, para preservar a ordem”, disse o prefeito.

José Fernando também garantiu que tudo foi feito dentro da legalidade já que o retorno para a cidade será muito alto. A expectativa da prefeitura é que o evento atraia cerca de 80 mil pessoas.

“A lei federal 13.540 prevê que 20% Cfem sejam investidos em atividades relativas à diversificação econômica, ao desenvolvimento mineral sustentável e ao desenvolvimento científico e tecnológico. Turismo é diversificação econômica. E a Cavalgada é turismo religioso”, falou ele.

Gusttavo Lima chora em desabafo após polêmica

Em uma live, o artista declarou que “não compactua com dinheiro público” e afirmou que “está a ponto de jogar a toalha”.

“Eu nunca me beneficiei de dinheiro público ou empréstimo. A minha vida foi sempre trabalhar, fiz quase 300 shows em 2019. Somos uma equipe gigantesca de colaboradores, que nos ajudam a subir sempre mais um degrau. Não compactuo com uso de dinheiro público, tenho meus impostos em dia”, garantiu.

Ainda no vídeo, o sertanejo ressaltou que está “levando muitas pancadas” nos últimos dias e comentou os acordos feitos. Em Conceição do Mato Dentro, o cachê cobrado pelo artista foi de R$ 1,2 milhão.

“Todos os artistas fazem show de prefeitura. É sobre valorizar a nossa arte, é a nossa única coisa que temos para vender. Ganhamos dinheiro e pagamos nossas contas com isso. São mais de 500 funcionários que dependem de nós”, comentou.

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›