Prefeito do Rio, Marcelo Crivella volta a atacar Globo em propaganda eleitoral

Marcelo Crivella
Em novo programa eleitoral, Marcelo Crivella faz ataques diretos à Globo (Imagem: Reprodução / G1)

O prefeito do Rio de Janeiro Marcelo Crivella (Republicanos) voltou a atacar a Globo em seu programa eleitoral, com o qual concorre à reeleição. No novo filme da campanha, o parlamentar acusa a emissora de prejudicar o trabalho do gestor da capital carioca.

A propaganda eleitoral inicia mostrando as decisões da Prefeitura durante a atual gestão que beneficiaram a população e afirma, com o ícone da Globo como ilustração, que cortou os gastos de 150 milhões em publicidade.

Em outro momento, a locução da peça publicitária diz, enquanto exibe o logotipo da empresa dos Marinho desfocado: “Essa emissora esconde o trabalho do prefeito não tem problema, a gente te conta“.

De acordo com a propaganda eleitoral, Crivella reformou 82 escolas e inaugurou outras, como a primeira escola Cívico-Militar do Rio. Além de dar melhores condições às instituições de ensino municipais em estrutura e refeições. O reclame também alega que o político recusou o aumento nas passagens de ônibus na cidade.

Vale lembrar que Crivella já havia feito um ataque a Globo anteriormente, durante edição recente do seu programa eleitoral. O atual prefeito do Rio de Janeiro fez uma sátira do RJTV, principal telejornal local da emissora carioca.

Sobrinho do bispo Edir Macedo, líder da Igreja Universal do Reino de Deus e dono da Record, Crivella contratou dois atores se passando por apresentadores da Globo. “Neste programa, você vai ver agora o que esta emissora nunca mostrou“, anunciou o âncora de nome Michel, fazendo referência ao jornalista Flávio Fachel, do Bom Dia RJ.

No GC do programa, a informação: “RJ Crivella mostra a verdade sobre a saúde do Município do Rio de Janeiro“. O cover do RJTV exibiu imagens do Hospital Municipal Pedro II sob a alegação de que o local estava funcionando, mas informações diziam que ele estava fechado. “O Rio foi um exemplo para o Brasil“, afirmou o “jornalista”.

Os motivos para os ataques seria a falta de apoio da população para a sua permanência no cargo. Em pesquisa divulgada no último dia 22, pelo instituto DataFolha, Crivella aparece em segundo lugar com 13%, empatado com Delegada Marta Rocha (PDT) e atrás de Eduardo Paes, que lidera com 28%.

Confira:

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com