Processo de Xuxa contra Malafaia passa por mudanças

Xuxa e Silas
Apresentadora e pastor travam processo na Justiça por danos morais (Imagem: Reprodução – Instagram / Divulgação – Isac Nóbrega – PR / Montagem – RD1)

O processo de danos morais que Xuxa tem contra o pastor Silas Malafaia passou por uma mudança. Segundo o UOL, o caso, que tramitava em São Paulo, vai ser investigado pela 7ª Vara Cível da Barra da Tijuca. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do TJ-RJ.

A mudança aconteceu, de acordo com a publicação, por entender que as duas partes – Xuxa e Malafaia – residem na capital carioca.

Para quem não se recorda, a apresentadora entrou com um processo contra o religioso por ofensas contra ela no Twitter. Na ocasião, Xuxa saiu em defesa de Thammy Miranda após Malafaia criticar a presença do político na campanha de Dia dos Pais da Natura.

A eterna Rainha dos Baixinhos afirmou que o pastor tinha que ser preso ou multado pelo discurso de ódio e por usar o nome de Deus. Em resposta, Silas mandou a ex-global calar a boca, a chamou de “absurdo da TV brasileira” por comandar programas infantis após ser símbolo sexual e mencionou o filme Amor Estranho Amor, em que ela tinha cenas íntimas com um menor de idade.

No processo, Xuxa pede uma indenização de R$ 200 mil. A defesa do pastor afirma que ele é inocente e alega que o religioso apenas reproduziu uma crítica antiga à apresentadora.

Mais Justiça

Mas este não é o único processo envolvendo Xuxa. A ex-Record trava uma briga na Justiça também com Sikêra Jr. O apresentador da RedeTV!, em outubro do ano passado, fez uma declaração polêmica no Alerta Nacional, quando exibiu um homem estuprando uma égua. Na época, ele riu da situação e ainda chamou dois membros do seu programa para simularem a cena.

Xuxa criticou a atitude do jornalista e citou o caso como apologia à zoofilia. Sikêra, então, detonou a artista e a chamou de pedófila, afirmando que ela incentiva as crianças a “safadeza, p*taria e s*ruba” por ter lançado o livro Maya, o Bebê Arco-Íris, que retrata a história de uma garotinha que tem duas mães.

A apresentadora levou o caso à Justiça, alegando que “o conteúdo exibido e prolatado pelo requerido é calunioso“. Xuxa afirma que os comentários do funcionário da RedeTV! “não se tratam de liberdade de expressão, mas de abuso de direito”.

AvatarDa Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›