Proibida na Justiça, Globo expõe mensagens de ex-assessora de Flávio Bolsonaro

Flávio Bolsonaro
Fantástico expõe mensagens de ex-assessora de Flávio Bolsonaro (Imagem: Reprodução/ Globo)

A Globo voltou a falar sobre o caso das investigações da “rachadinha” envolvendo Flávio Bolsonaro (Republicanos). No Fantástico, deste domingo (9), uma reportagem divulgou mensagens de texto que teriam sido enviadas por Luiza Sousa Paes, ex-assessora que prestou depoimento no MP.

A matéria afirmou que ela pode ter sido fundamental para o MP (Ministério Público) denunciar o senador por peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

O Fantástico declarou que a denúncia do Ministério Público garante que ela trocou mensagens com o pai assim que as primeiras investigações começaram a sair nos jornais sobre o ex-assessor do filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), Fabrício Queiroz, em dezembro de 2018.

“Caraca! Tu viu alguma parte do ‘Jornal Hoje’? Bateu direto naquele negócio do Queiroz. Direto isso, a foto dele estampada no ‘Jornal Hoje.’ Agora deu ruim”, escreveu Luiza.

Num outro texto, compartilhado pela Globo a ex-assessora perguntou ao pai o que fazer com os recibos de depósitos feitos a Queiroz, assim que soube que ela também era alvo das investigações. Ela também conversou com o advogado de Queiroz e o então advogado de Flávio Bolsonaro, Luis Gustavo Botto Maia.

O programa ainda expôs que, nas mensagens de Luiza, o pai demonstra preocupação com a filha ainda em dezembro de 2018. “Contanto que te tire disso e esqueça isso de uma vez e a gente possa viver nossa vida normalmente. Ele que invente as estórias dele lá”, escreveu.

“Oi, pai. Parece que faltou algum ponto que não está assinado. Só que eu não lembro de ter assinado algum ponto, entendeu?”, afirmou o texto, mostrando que Luiza chegou a ser chamada à Alerj (Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro) para preencher a folha de ponto, em janeiro de 2019.

“Eles querem pegar um ‘bucha’ que é para ver se desentoca alguma coisa”, respondeu o pai, de acordo com as mensagens coletadas pelo MO.

Cabe lembrar que a juíza Cristina Serra Feijó, da 33ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Rio, determinou, em setembro, que a Globo não exiba informações ou peças das investigações sobre o esquema.

Na ocasião, a emissora carioca afirmou, em nota, que considerava a medida “um cerceamento à liberdade de informar, uma vez que a investigação é de interesse de toda a sociedade”.

CONTINUE LENDO →

Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e responsável pela coluna “Do Fundo do Baú”, publicada às quintas-feiras no RD1, com conteúdos marcantes da história da TV brasileira. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser através do email luizfabio@rd1audiencia.com

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com