Projota revela que foi acusado pela polícia de sequestrar homem

Projota
Projota revela que foi acusado pela polícia de sequestrar homem (Imagem: Reprodução / Facebook)

Na lista dos rappers mais bem-sucedidos do Brasil, Projota, ao contrário do que muita gente pensa, já passou por momentos bem difíceis em sua vida. Um deles foi revelado por ele durante uma entrevista recente à QUEM.

Ao repercutir a morte do menino João Pedro, que foi vítima de disparos de arma fogo em uma operação ocorrida no Rio, o músico fez um desabafo e contou que já sofreu racismo por parte da polícia.

De acordo com o artista, ele foi acusado injustamente aos 17 anos de ter sequestrado outro rapaz. Tudo porque ele andava com um amigo que tinha a pele branca e olhos claros.

“Fui entender na prática o que era o racismo. Como a polícia tratava quem era branco e quem era negro. Estávamos em quatro amigos. Três negros e um branco, de olho azul”, declarou ele.

“Tomamos um enquadro, o policial separou meu amigo branco e perguntou se a gente estava sequestrando ele”, denunciou em seguida.

Projota finalizou o bate-papo contando que entrou no meio musical com o propósito de reivindicar mudanças no país: “Não tinha como eu não querer cantar rap. Foi quando comecei a cantar, para bater de frente com essas coisas e propor uma mudança”.

“Vai fazer 20 anos que eu canto rap e não mudou nada. É a mesma merda. E agora outros meninos e meninas estão sofrendo por isso a ponto de perder a vida. Não temos perspectiva nenhuma de mudança próxima. Eu me sinto impotente. Eu sinto que estamos fracassando”, completou.

PRÓXIMA MATÉRIA→

A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.

RECEBA NOTIFICAÇÕES GRÁTIS