Rafinha Bastos critica discurso autoritário de Felipe Neto e alfineta Luciano Huck

Rafinha Bastos
Rafinha Bastos reprova discurso de Felipe Neto (Imagem: Reprodução / Instagram)

Rafinha Bastos não escondeu sua opinião sobre Felipe Neto em meio ao bombardeio de notícias e declarações positivas do público na web sobre os posicionamentos políticos do youtuber. O comediante reprovou um discurso autoritário feito pelo empresário e aproveitou o momento para uma alfinetada em Luciano Huck.

“O país inteiro está falando do cara. Seria muito fácil para mim vir aqui e detonar o Felipe Neto e é exatamente isso o que eu vou fazer. Eu gosto de trabalho fácil. Se eu quisesse trabalho difícil eu era assessor de imprensa do Fábio Assunção. É mentira, eu não vou falar mal do Felipe”, explicou.

O famoso apontou Felipe como uma das figuras mais influentes do país e aproveitou a afirmação para um recado ao possível candidato à presidência da República, Luciano Huck. “Chupa, Luciano Huck! Vai ter que abandonar a Globo, fazer vídeo do Minecraft para virar presidente. E ainda é capaz de perder a eleição se não imitar a foca tomando banho de Nutella. Boa sorte para você”, provocou.

Rafinha apontou que o discurso do colega entrou em concordância com suas colocações políticas, “apesar de um certo nível de desinformação dele, o que é extremamente compreensível. Eu sou contra esse papo de ‘não sabe, não fala’. A discussão política pode e deve acontecer em qualquer nível”.

Em seguida, o ex-CQC criticou: “O Felipe Neto disse no Roda Viva a seguinte frase que eu quero discutir com vocês: ‘Quem não se manifestou até agora contra o Bolsonaro é cúmplice contra esse governo fascista’. A gente concorda que proibir alguém de dizer algo é um movimento ultra autoritário, você não concorda? Obrigar alguém a se expressar eu diria que é um pouquinho ultra autoritário também”.

Bastos enfatizou que “ninguém é obrigado a dizer nada” e lembrou que ao contrário deles, os nomes famosos que não se manifestaram “tem motivos” para o silêncio. “A gente não tem um patrão na nossa cola, ou um pai que paga as nossas contas, as pessoas têm motivos diferentes para ficarem quietas. É muito fácil se posicionar quando a gente não depende de ninguém”, ressaltou.

“Não tira o seu mérito de se posicionar, por favor”, esclareceu, mas destacou: “Radicalizar e taxar negativamente aqueles que não podem se expressar por um motivo ou por outro é um movimento egoísta, Felipe. É quase infantil. A vida fora da internet é dura, meu irmão. Não é todo mundo que é livre como a gente é”.

“Se a tua vontade desse um mundo melhor é genuína e você não está fazendo isso por clique, parabéns de coração. A gente concorda em muita coisa. Mas entenda uma coisa: você não pode controlar o outro. Eu sei que você é poderoso, mas a vida real não é um Minecraft”, finalizou.

Confira:

 

Ver essa foto no Instagram

 

É fácil falar quando não se tem muito a perder. Se curtir, compartilha.

Uma publicação compartilhada por Rafinha Bastos (@rafinhabastos) em

Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter e escreve semanalmente para a coluna Você Sabia?. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email paullocarvalho19@gmail.com.

WordPress Lightbox