Ratinho surpreende ao expor opinião sincerona sobre Sérgio Reis

Ratinho
Ratinho surpreende ao expor opinião sincerona sobre Sérgio Reis (Imagem: Reprodução – SBT – Record / Montagem – RD1)

Amigo de longa data de Sérgio Reis, o apresentador Ratinho decidiu se posicionar sobre o boicote que o cantor está sofrendo por parte de outros artistas devido ao fato de ter declarado apoio às ideologias antidemocráticas do presidente Jair Bolsonaro.

Em seu programa no SBT, o comunicador repudiou o fato de alguns nomes como Zé Ramalho, Maria Rita, Guarabyra e Guilherme Arantes terem cancelado participação no novo álbum do sertanejo por questões políticas.

“Sérgio Reis, quero dizer que você tem o meu apoio contra essa verdadeira cruzada do mal que você está sofrendo. O que eu sei é hoje o Brasil não suporta opiniões contrárias. O Sergião tá sofrendo uma perseguição sem igual”, disparou.

“Alguns artistas estão anunciando que não vão participar do DVD, tipo o Guarabyra. Ô seu Guarabyra, você não existe, acabou. É bom que você não vá”, disse em seguida, revoltado.

Em outro trecho do desabafo, Ratinho continuou a alfinetar: “Alguns desses cantores não fazem sucesso há muito tempo. E o Sérgio ia dar uma oportunidade. Não tem justificativa usar o ódio e não dar o direito de que ele se defenda”.

O funcionário da emissora de Silvio Santos finalizou o assunto pedindo para que os colegas de trabalho de Sérgio, que hoje está com 81 anos de idade, não virem as costas para ele.

“Artistas mais populares, quero falar com vocês. Duplas sertanejas, artistas populares, não sejam covardes. Mostrem apoio ao meu amigo! Vazou um vídeo dele na internet com uma fala infeliz, mas ele já disse ter se arrependido”, encerrou.

Para quem está por fora da polêmica, na mensagem que viralizou, Sérgio surge dizendo que vai pessoalmente ao Senado, em setembro, acompanhado por empresários do setor e lideranças dos caminhoneiros para entregar um documento ao presidente da casa, Rodrigo Pacheco, solicitando a aprovação imediata do voto impresso e a destituição de todos os ministros do STF.

Eu, os caminhoneiros, os plantadores de soja, os fortes, os que carregam navios para fora. Vão receber um documento assim: ‘vocês têm 72 horas para aprovar o voto impresso e tirar todos os ministros do STF. Não é um pedido, é uma ordem“, enfatizou no início da mensagem de voz.

E seguiu: “Se vocês não cumprirem em 72 horas, nós vamos dar mais 72 horas. Mas nós vamos parar o país. Já está tudo armado. O país vai parar… tudo. Norte a sul, leste a oeste. Os plantadores de soja vão colocar as colheitadeiras na estrada. Ninguém vai andar em carro particular, nem ônibus“.

Ele concluiu sua declaração de maneira firme. “Enquanto o senado não tomar essa posição que nós mandamos fazer. Nós vamos ficar em Brasília, não sairemos de lá até isso acontecer. Se em 30 dias eles não tirarem aqueles caras (forma como Sérgio se refere aos ministros do STF), nós vamos invadir, quebrar tudo e tirar os caras na marra“.

Assista:

MAIS LIDAS

Álvaro Penerotti
Álvaro Penerotti sempre foi bastante engajado a tudo que envolve o mundo da TV e Famosos. Com intensa vivência na área de jornalismo e mídias sociais, já trabalhou em rádio e também em importantes veículos de comunicação na web. Pode ser encontrado nas redes sociais através do @AlvaroPenerotti.
Veja mais ›