Record lamenta a morte de Gugu e destaca carreira do apresentador

Gugu Liberato
Record lamenta a morte de Gugu Liberato (Imagem: Divulgação / Record)

A Record lamentou a morte do apresentador Gugu Liberato, aos 60 anos. O famoso sofreu uma queda de quatro metros em sua casa em Orlando, nos Estados Unidos. Internado desde quarta-feira (20), a morte cerebral foi anunciada na noite desta sexta-feira (22).

A emissora relembrou a carreira do comunicador que estava há 10 anos lá, desde que trocou o SBT pelo canal do bispo Edir Macedo.

“É com muito pesar que a Record TV lamenta o falecimento do apresentador Gugu Liberato nesta sexta, dia 22 de Novembro de 2019”, anunciou a assessoria de imprensa.

Na nota, a Record destacou que em 2009, “ele aceitou o desafio de comandar uma atração aos domingos” no canal paulista. “Profissional versátil, transitou em diversos gêneros com uma desenvoltura ímpar, realmente única na televisão brasileira”, elogiou.

Confira o comunicado na íntegra:

“É com muito pesar que a Record TV lamenta o falecimento do apresentador Gugu Liberato nesta sexta, dia 22 de Novembro de 2019. 

A Record TV teve a honra de contar com o talento de Gugu Liberato na sua programação ao longo de dez anos. Na tela da emissora, ele levou ao público diversão, humor, grandes entrevistas e muita emoção. Profissional versátil, transitou em diversos gêneros com uma desenvoltura ímpar, realmente única na televisão brasileira.

Com uma carreira consolidada, em 2009, ele aceitou o desafio de comandar uma atração aos domingos na Record TV. O “Programa do Gugu” estreou no mesmo ano, em agosto, e ficou no ar até 2013, com quadros que agradavam toda a família, como o De Volta pro Meu Aconchego, em que proporcionava o retorno de telespectadores para a terra natal, e o Sonhar Mais um Sonho, no qual reformava casas, transformando completamente a vida e o lar dos moradores. Em outro quadro marcante, A Escolinha do Gugu, o apresentador mostrou mais uma vez que tinha talento também como ator, atuando ao lado de grandes humoristas da TV brasileira.

Após deixar o Programa do Gugu, ficou afastado da emissora até acertar seu retorno à Record TV, em julho de 2014. No ano seguinte, em agosto de 2015, estreou novamente nas telas da emissora, desta vez com a missão de apresentar um programa, intitulado “Gugu”, durante a semana, por temporada. Esta fase foi marcada por mesclar entretenimento e grandes entrevistas, algumas bastante polêmicas, como com Suzane Von Richthofen, o ex-goleiro Bruno, Roberta Close, Pedro Cardoso, Ricky Martin e Antonio Banderas. Esse formato ficou no ar até 2017.  

No ano seguinte, Gugu mais uma vez se reinventou na televisão: pela primeira vez em sua carreira, assumiu a apresentação de um reality show ao comandar a terceira temporada do Power Couple, uma disputa entre casais envolvendo um grande prêmio. À Record TV, ele declarou sobre esta etapa:  “Sem dúvida alguma, trata-se de um desafio bem grande na minha trajetória profissional. Mas acredito que isso será bem bacana para mim e para o público, que me verá em uma função diferente”, disse ele. Em 2019, também esteve à frente da quarta temporada do reality show, exibida de abril a julho.

Homem de TV que era, não ficou fora das telas por muito tempo. Em 23 de setembro deste ano, estava novamente no ar com o reality musical Canta Comigo, um formato que o havia surpreendido positivamente desde a primeira edição, também apresentada por ele 2018. Ali, ele comandava um verdadeiro show no qual em que aspirantes a cantores têm que empolgar 100 jurados.
À frente do Canta Comigo, ele encerrou sua história na TV brasileira com o mesmo entusiasmo que marcou o início de sua carreira. Pouco antes da estreia da segunda temporada do Canta Comigo, ele declarou: ‘O ano passado foi uma alegria ter lançado esse programa, que é sucesso no mundo inteiro, e nós voltamos com esse sucesso nesse mês de setembro e claro que o coração sempre bate mais forte, porque é um programa que, na minha opinião, é um dos mais bonitos e interessantes da TV brasileira’.

Expressamos nossas condolências aos familiares, amigos e admiradores do trabalho deste profissional que ajudou a escrever a história da televisão brasileira.”

CONTINUE LENDO →

Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter e escreve semanalmente para a coluna Você Sabia?. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email paullocarvalho19@gmail.com.