Regina Casé polemiza ao afirmar que toda mulher sofre preconceito

Globo
Regina Casé polemiza ao afirmar que toda mulher sofre preconceito (Imagem: Reprodução / Globo)

Regina Casé estava no ar em Amor de Mãe, mas sumiu da telinha desde março, quando a pandemia começou a se agravar no Brasil. Nas redes sociais, a atriz respondeu perguntas sobre quarentena e até sobre o fato de ser mulher.

Nunca fiz isso. Alguém quer me perguntar alguma coisa?“, escreveu Regina no Stories do Instagram, abrindo pela primeira vez uma caixinha de perguntas e respostas. E complementou a fala: “Eu quis falar um pouco mais porque sempre estive em uma posição de comando e isso fez com que eu fique muito brava, agora que estou dando um molezinho para mim“.

Depois, ela citou a semelhança com sua personagem da novela, que voltará ao ar em 2021: “Tem muitas semelhanças entre eu e Lurdes, nós duas somos onças. Mas ela é muito mais corajosa do que eu. Eu sou muito mais medrosinha“.

Questionaram se artista já tinha sofrido preconceito e ela foi taxativa: “Claro, não existe nenhuma mulher que não tenha sofrido preconceito, ela pode não ter percebido inclusive por estar tão oprimida pelo preconceito“. Passando para o assunto familiar, contou que a quarentena a aproximou dos parentes: “Eu tinha que ter muito mais tempo para ficar com meu filho Roque, com meu neto Braz, com minha filha Benedita, com meu marido Estevão, com meu genro“.

Antes de prometer fazer mais iniciativas do gênero, Regina Casé revelou o que sente mais falta nessa quarentena: “Samba, um pagodinho. Estou com saudade de dançar Dançar me faz muito feliz e namorar também. São as duas coisas que mais gosto“.