Regina Duarte perde o controle ao vivo e faz barraco histórico na CNN Brasil

Luiz Fábio Almeida

07/05/2020

Regina Duarte

Regina Duarte se estressou em entrevista e fez barraco na CNN Brasil (Imagem: Reprodução/ CNN Brasil)

Regina Duarte decidiu se pronunciar, pela primeira vez, após as novas polêmicas em torno do seu cargo de secretária da Cultura do governo de Jair Bolsonaro (sem partido). Em entrevista para a CNN Brasil, na tarde desta quinta-feira (7), no entanto, a situação saiu do controle e ela acabou promovendo um barraco histórico.

A confusão aconteceu quando a atriz foi questionada pelo repórter Daniel Adjuto sobre as críticas que ela recebe da classe artística. A famosa garantiu que deseja permanecer no cargo: “Eu estou adorando estar aqui, tenho um projeto e quero deixar um legado. Sou um artista, uma pessoa que ama a Cultura e amo o setor. O setor gosta de mim e me ama”.

Em seguida, no entanto, ela acabou sendo interrompida pela apresentadora Daniela Lima, direto do estúdio. A âncora revelou que colocaria uma gravação de Maitê Proença sobre o silêncio da pasta a respeito das mortes de grandes nomes do meio artístico.

Regina Duarte, então, reagiu de forma efusiva e chegou a tirar o ponto eletrônico o ouvido. “Ai, não quero ouvir isso. Sinceramente eu acho isso baixo nível. Vai botar uma fala dela…”, disparou ela, enquanto o público acompanhava as declarações de Proença.

Sem áudio para o público, a secretária começou a reclamar com a equipe de reportagem e fez caras e bocas rejeitando ouvir a colega de profissão. Após o fim do desabafo da atriz, Regina disparou: “Obrigada. Precisei dar um chilique aqui. Aliás, desculpem, telespectadores, mas tem horas que tem que botar o pé na porta”.

“Pra que? Vai desenterrar uma mensagem da Maitê Proença para que? O que você ganha com isso? Quem é você?”, completou a famosa, que foi cortada por Reinaldo Gottino. “Essa fala da Maitê Proença é de hoje“, disse o apresentador.

“Eu tenho tanta coisa bacana para falar, mas vocês estão desenterrando mortos. Vocês estão carregando um cemitério nas costas. Vocês devem estar cansados. Fiquem leves, vamos para frente”, desabafou Duarte.

Gottino, então, tentou explicar para a convidada sobre a relevância do vídeo de Maitê, mas Daniel Adjuto pediu licença aos âncoras da CNN Brasil para encerrar a entrevista. “Em respeito a saúde da secretária eu vou encerrar a entrevista”, disse o repórter.

“Quem é que está falando? Não foi combinado isso. Eu achei que era uma entrevista com você, Daniel. Começaram a entrar pessoas, a desenterrar mortos”, completou a integrante do governo Bolsonaro, visivelmente chateada com a situação.

Críticas no estúdio

Após o fim da entrevista, o apresentador do CNN 360 esclareceu: “Só um detalhe, Maitê Proença não está morta. Ela enviou esse vídeo pedindo, inclusive, para que a secretária falasse com a classe dela. Ela terminou assim a fala, bastante tranquila, pedindo para que Regina falasse com a classe, que está se sentindo órfã”.

Daniela Lima acrescentou: “Pedimos desculpas para quem estava assistindo, mas ressaltamos que o trabalho da imprensa é fazer perguntas. Esse é o nosso trabalho. Muitas vezes você pode discordar da pergunta, mas o que não pode fazer é restringir a pergunta. Esse é o direito que nós temos como jornalistas, porque o destinatário final é sempre você [telespectador]”.

Gottino ainda afirmou: “O que chamou a atenção é que a Regina Duarte não quis nem ouvir o que a Maitê quis falar. Ela não quis ouvir porque achou que se tratava de um vídeo antigo, mas foi um vídeo gravado hoje”.

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui
Luiz Fábio Almeida
Escrito por

Luiz Fábio Almeida

Luiz Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É editor-chefe e colunista do RD1, onde escreve sobre TV, Audiências da TV e Streaming. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser encontrado através do email [email protected]