Reprise de Malhação – Sonhos supera audiência da exibição original

Malhação - Sonhos
Arthur Aguiar (Duca) em Malhação – Sonhos; novela supera média de audiência da exibição original (Imagem: Reprodução / Globo)

Malhação – Sonhos conseguiu algo inédito na história recente das novelas da Globo. A edição especial da novela superou a audiência da exibição original, em 2014. A trama estrelada por Arthur Aguiar, Rafael VittiBruna Hamú e Isabella Santoni foi escolhida pela emissora para o lugar da reprise de Viva a Diferença (2017).

Em São Paulo, a principal praça para o mercado publicitário, a novela teen acumula 17,4 pontos de média nos dois primeiros meses no ar, superando a média de 14,1 pontos alcançada pela primeira exibição no mesmo período. Os números mostram o acerto da Globo na escolha da reprise.

Os índices apresentaram uma ligeira queda nas últimas semanas e grande parte dela foi provocada pela reprise de Tititi (2010) no Vale a Pena Ver de Novo. Com o fim de Laços de Família (2000), o horário sofreu uma perda considerável de público.

Na segunda-feira (26), a história alcançou 16,9 pontos de média. Na terça-feira (27), o folhetim teen anotou 16,8 pontos de média. Na quarta-feira (28), Malhação – Sonhos marcou 15,5 pontos de média.

Os números tem sido próximos do alcançado por A Vida da Gente (2001), que não decolou na audiência desde o início da sua exibição, em março. A atração tem oscilado entre 19 e 21 pontos de média.

Malhação – Sonhos entrou no ar por causa da pandemia do coronavírus. A Globo adiou mais de uma vez a produção da próxima novela por causa da proliferação em larga escala da doença no país, o que provocou, até a última sexta-feira (30), mais de 400 mil mortos.

A Globo promoveu mudanças radicais no seu modo de trabalho por causa da doença, com protocolos de segurança extremamente rígidos para a prevenção da doença, mas ainda assim alguns casos de Covid-19 foram diagnosticados em atores.

Por causa da pandemia, a emissora da família Marinho paralisou os seus estúdios duas vezes, a primeira em março do ano passado, no início da crise sanitária, e a segunda vez em março deste ano, por causa da segunda onda da Covid-19 no país.

Os números são consolidados pelo Ibope na Grande São Paulo.

Paulo CarvalhoPaulo Carvalho
Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email paullocarvalho19@gmail.com.
Veja mais ›