Revoltado, Datena dispara contra aumento abusivo de alimentos e combustíveis

Datena
José Luiz Datena à frente do Brasil Urgente; apresentador lamenta aumento abusivo de alimentos e combustíveis durante gestão de Jair Bolsonaro (Imagem: Reprodução / Band)

O Brasil Urgente é, todo dia, palco para os desabafos de José Luiz Datena. Nesta quinta-feira (15), o apresentador da Band fez duras críticas ao governo Jair Bolsonaro (sem partido) por conta do aumento nos preços dos alimentos e de combustíveis.

Aumentou a gasolina de novo? Que canalhice! Essa coisa vai estourar. Não vai dar certo isso. As pessoas não têm dinheiro pra botar combustível. Quem pode se virar vai pro transporte público, mas aí corre risco de morrer com condução lotada com 14 milhões de pessoas dentro do transporte coletivo. Não tem cabimento uma coisa dessa. É só no nosso?”, disparou Datena, bastante exaltado, prosseguindo:

Aumento de gasolina de novo… O aumento do diesel vai direto pro preço do alimento. O sujeito não tem mais o que comer, ainda mais com o dinheiro do auxílio desse Paulo Guedes de R$250. O que vai adiantar? Daqui a pouco nem chuchu vai poder comer. Carne é coisa que o cara só vê na novela ou em comercial de TV. Por que vocês não vão…? Foi isso mesmo que você pensou! Que barbaridade…”.

Cabe lembrar que, também nesta semana, José Luiz Datena foi incisivo ao comentar a polêmica entre Bolsonaro e o senador Jorge Kajuru (Cidadania – GO), relacionada à CPI da Covid-19. O Presidente da República pareceu interferir no andamento da comissão, conforme áudios divulgados por Kajuru.

Hoje de manhã, o Bolsonaro saiu lá da porta do Palácio e disse ‘olha, como é que pode gravar o Presidente da República? Não tem cabimento gravar, só com autorização judicial em alguns casos…’. O Kajuru diz que ele sabia que estava sendo gravado. Eu questionei e achei estranho isso”. O jornalista deu continuidade ao comentário, citando um trecho polêmico da gravação:

O que a gente conseguiu com exclusividade, que o Kajuru não tinha divulgado, é um ataque do presidente Jair Bolsonaro a alguns senadores e, especificamente, ao Randolfe Rodrigues, que é o senador pelo Amapá. Ele (Bolsonaro) o xinga inclusive. O mais grave é quando, no momento da conversa, o Bolsonaro fala ‘Olha, você tem que entrar com o pedido de impeachment contra ministros do Supremo’”.

O âncora do Brasil Urgente não perdoou. “Pô, mas isso é um caso claro de uma agressão à democracia. Não pode um Presidente da República falar para o senador pra entrar com ação contra os ministros do Supremo porque isso é um poder interferindo no outro. Isso é uma calamidade”, concluiu.

Duh SeccoDuh Secco
Duh Secco é  "telemaníaco" desde criancinha. Em 2014, criou o blog "Vivo no Viva", repercutindo novelas e demais atrações do Canal Viva. Foi contratado pela Globosat no ano seguinte. Integra o time do RD1 desde 2016, nas funções de repórter e colunista. Também está nas redes sociais e no YouTube (@DuhSecco), sempre reverenciando a história da TV e comentando as produções atuais.
Veja mais ›