Rodrigo Santoro diz que recusou papéis pela falta de profundidade

Rodrigo Santoro
Rodrigo Santoro faz sucesso no exterior (Imagem: Reprodução / Instagram)

Rodrigo Santoro está cada vez mais em alta no mercado internacional. Agora, por exemplo, ele está estreando na Netflix com o filme 7 Prisioneiros e falou sobre a sua carreira com Zeca Camargo.

Em entrevista ao jornalista, ele começou falando sobre o longa: “Esse filme não existiria se não fosse o streaming. Até porque vivemos um momento onde a produção cultural no Brasil é, praticamente, inexistente”.

“O cinema está sobrevivendo, por exemplo, graças ao streaming. O 7 Prisioneiros é um exemplo disso. O filme vai estrear também no cinema. Ele vai estar no streaming, na plataforma e, também, no cinema”, explicou.

“São duas formas, inclusive de se relacionar com a obra, duas formas de assisti-lo. É diferente você assistir um filme no cinema e assistir no streaming, mas o streaming também está dando acesso a muitas pessoas que talvez não fossem ao cinema”, disse ainda.

Já sobre a carreira internacional, ele falou sobre a sua forma de trabalho, deixando claro que já recusou papéis que lhe foram oferecidos por não ter profundidade o suficiente:

“Era um modelo de produção, onde eu lia roteiros e eram muito estereotipados. Eu recusei algumas coisas porque eu achava que era um desserviço. Primeiro porque eu não achava interessante, porque eu não achava que tinha profundidade o suficiente. Imagina, eu estava vindo de ‘Bicho de 7 Cabeças’, ‘Abril Despedaçado’, ‘Carandiru’. Foram minhas três primeiras experiências no cinema. E eu estava querendo expandir para mais profundidade, para mais pesquisa, para mais estudo. E me deparei com um personagem mais chapado. Era sempre um Juan, um Jamirez…”.

Record queria Rodrigo Santoro como Jesus

Em 2018, vale lembrar, a Record queria contratar Rodrigo Santoro para protagonizar a novela Jesus, sua grande aposta da época, que acabou fracassando na audiência.

Mas a incompatibilidade de agenda do ator, que prioriza o cinema internacional, e o alto valor que certamente seria pedido fizeram o canal desanimar – antes mesmo de fazer o pedido.

Com isso, Edir Macedo e sua equipe decidiram colocar Dudu Azevedo no lugar, pois acreditavam que ele teria potencial suficiente para se destacar no papel. Com informações do colunista Flávio Ricco.

MAIS LIDAS

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›