Rodrigo Santoro rasga o verbo após preconceito por papel de travesti

Rodrigo Santoro
Rodrigo Santoro revela preconceito sofrido após personagem emblemática (Imagem: Divulgação / Globo)

Um dos maiores galãs da televisão brasileira e cinema internacional, Rodrigo Santoro esteve no Altas Horas, da Globo, no último sábado (18) para falar da vida pessoal e profissional. Ao longo de mais de 20 anos de carreira, o ator contou que sofreu bastante no início.

Quando interpretou a Lady Di, travesti conhecida do filme Carandiru, Rodrigo garantiu que o preconceito contra o sua personagem foi bastante alto e que ficou arrasado em ver o público saindo do cinema no momento do casamento.

“Foi muito difícil por causa também da questão do galã de televisão, e piadas… A gente está falando de 2002, estava em outro mundo… Foi um desafio que encarei com muito respeito, fiz muita pesquisa, mas causou repulsa. Lidei com tudo isso e não foi fácil, mas eu tenho muito orgulho desse trabalho. Foi muito muito forte”, disse ele, que completou:

Veja Também

“É um trabalho muito emblemático na minha jornada. Quando estreou, eu fui ao cinema para olhar a reação das pessoas. Estavam me dizendo que algumas iam embora na hora do casamento da Lady Di. Acho que não conseguiam lidar com aquilo, talvez por eu ter trabalhado na televisão por muito tempo… Então eu vi, pelo menos, umas 20 pessoas saindo do cinema”.

Esse conteúdo não pode ser exibido em seu navegador.

Rodrigo Santoro comenta sobre sucesso fora do Brasil

Longe do Brasil, realizando diversos trabalhos internacionalmente, Rodrigo Santoro declarou que o mercado, atualmente, está mais fácil para os atores brasileiros que querem carreira longe da TV e cinema do país natal.

“Hoje abriu muito o mercado, o que é muito importante e bom. Vivemos um período mais democrático. Cada ator é um processo, mas o que eu fiz e deu certo foi sempre me concentrar nas pessoas e no projeto que eu ia trabalhar, independentemente de ser um trabalho daqui ou de fora”, comentou.

“Tanto é que nunca mudei para o exterior. A minha visão é de uma estrada só. Tive oportunidade de trabalhar nos EUA, acabei de voltar da Espanha, estou com um projeto no Brasil que anda não posso falar… Continuo explorando oportunidades. Trabalho onde eu tenho oportunidade, não separo como carreira no Brasil e carreira no exterior. É um mesmo caminho”, garantiu.

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Brenda Viana
Brenda Viana é formada em Jornalismo e Rádio & TV. Apaixonada pelo mundo da moda e televisão. Reality show é o seu ponto fraco. Pode ser encontrada nas redes sociais por @brenda_viannaf.
Veja mais ›