Sabrina Sato revela sentimento ao ler carta de Klara Castanho

Sabrina Sato
Sabrina Sato fez desabafo (Imagem: Reprodução / Instagram)

Sabrina Sato abriu o coração e revelou o que sentiu ao ler o triste relato de Klara Castanho. Nesta segunda-feira (27), durante o Papo de Segunda, a apresentadora, que foi convidada para a atração do GNT, desabafou:

publicidade

“Eu quero, na verdade, começar com um assunto horrível. A gente quer se solidarizar com a atriz Klara Castanho, que viu sua tragédia pessoal parar, por causa de uma fofoca, no tribunal da internet. Ela veio à público esclarecer que ela é imensa de um jeito que não imaginávamos”.

Questionada pelo apresentador Fábio Porchat sobre como tinha se sentido, a famosa disse: “Foi uma sensação de impotência mesmo. No relato dela, ela conta que foi violentada pelo estuprador, depois pela imprensa, pela enfermeira e pelo médico. Até quando nós vamos continuar assim?”.

publicidade

Veja Também

“Tudo o que diz respeito ao nosso corpo vai para a opinião pública. Eu até escrevi, mas acabei não postando para ela: que ninguém mais se sinta confortável para expor a privacidade dos outros nem julgar e o sofrimento que não viveram. É preciso respeitar a intimidade”, alertou a apresentadora.

Sabrina Sato revela conversa

Em seguida, a famosa contou que conversou com amigas, e elas já revelaram ter vivido situações de assédio. “Estamos caladas há muito tempo. A gente tem que se unir. Por que dos homens não falam nada? A mulher dar o filho para a adoção todo mundo quer está lá, mas com o homem nada”, disparou.

João Vicente de Castro, que estava presente no programa, pontuou ainda: “Se abortar, ela é assassina. Se entregar para adoção, é desnaturada. Não há saída a não ser se comportar como uma dona de casa, que respeita tudo o que o marido fala e calada”.

“O negócio da Klara é que ela não teve a oportunidade de sofrer o maior trauma da vida dela em paz, o que já é uma violência brutal. Ela ainda teve que escrever uma carta para se defender, porque além do estupro, ainda estava sendo julgada na internet“, completou.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

publicidade

Por fim, Emicida declarou: “O que foi feito foi desumano. É importante falar que foi criminosa a forma como essa garota foi exposta. Que vergonha desses veículos que criaram essa ebulição em torno de um trauma sem nenhuma sensibilidade”.

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui
Carol BittencourtCarol Bittencourt
Brasileira vivendo em Portugal, Caroline Bittencourt é jornalista, pós-graduada em Comunicação e Design Digital. Atua como redatora e produtora de conteúdo para as redes sociais. Colabora com o RD1 desde 2018. Ama viajar, seja chegando em um novo destino ou em frente à TV assistindo uma boa série.