Saída de Faustão mostra uma Globo mesquinha e que não respeita a própria história

Faustão
Faustão deixou a Globo nesta quinta-feira (17), sem despedidas (Imagem: Reprodução / Globo)

Chegou ao fim a trajetória de Faustão na Globo. 32 anos de parceria foram resumidos em duas linhas. “Por razões estratégicas e internas, a Globo tomou a decisão de antecipar a saída de Fausto Silva do programa, e juntos decidiram formalizar o distrato”, informou a emissora por meio de sua Comunicação nesta quinta-feira (17). Assim, o Domingão do Faustão sai de cena sem direito à despedida do titular.

É fato que o canal pretendia vê-lo fora do ar há tempos. Antes mesmo do acerto de Fausto com a Band… Caso contrário, a agora antiga casa não teria estruturado a grade 2022 sem o Domingão, oferecendo ao apresentador um espaço na quinta-feira, onde a visibilidade e o faturamento são menores. Esta é versão que corre imprensa afora e que justifica a decisão de Faustão de deixar os Estúdios Globo antes de ser escanteado de vez – ou submetido a um ano sabático pré-dispensa, como ocorreu com Xuxa Meneghel.

O que a Globo talvez não imaginasse é que, em questão de dias, Fausto Silva acertaria a volta à Band, de onde saiu no fim da década de 1980 para tirar a liderança de audiência dos domingos das mãos de Silvio Santos, do SBT. Faustão e equipe já tocavam este novo projeto, mas compromissos comerciais impediram a saída imediata dele do vídeo… Isso até o último domingo (13), quando, com o titular ausente do palco pela primeira vez em 32 anos por conta de uma infecção urinária, Tiago Leifert respondeu pelo programa e, como não poderia deixar de ser, pelos merchandisings.

Com a medida adotada ontem, a Globo cria, no mínimo, dois problemas. Impedir Fausto Silva de dar adeus ao público do Domingão é de uma falta de consideração descomunal para com o ex-contratado, a audiência e a própria história. Não há justificativa para tamanha mesquinhez… Especialmente pelo fato do apresentador ter saído de cena na semana passada, por questões de saúde, com seu substituto prometendo o retorno para esta.

E se a audiência tomar afeição por Leifert, em alta graças ao brilhante desempenho à frente do BBB 2021, e rejeitar Luciano Huck, o substituto oficial? Na última terça-feira (15), em participação no Conversa com Bial, Huck tratou do novo programa no mesmo tom neutro que usa quando fala de política. Pareceu pouco empolgado, talvez pelo estágio embrionário da produção, que agora terá de sair a fórceps. Até lá, Tiago terá tempo suficiente para virar a cara do domingo…

É evidente que o golpe dado pela Globo em Fausto Silva foi duro. O contragolpe também. Faltou o entendimento. Faltou respeito a quem acompanha empresa e funcionário há tanto tempo.

Falando nisso

Mais uma vez, a Globo mostra que não sabe gerir crises como a relatada acima… Foi assim quando abortou o Vídeo Show, após inúmeras tentativas de fazê-lo voltar aos bons tempos, mobilizando sempre as mesmas peças. O Se Joga diário, de triste lembrança, levou nove meses para ser formatado. Saiu de cena porque nada do que conceberam valeu a pena. Voltou para mostrar que o erro do Vídeo Show não estava no conteúdo, mas na forma.

E tem a última…

Faustão é desses nomes que seguem anos a fio na TV porque tem conhecimento, identidade e traquejo. Sabe do que fala, com quem fala, no ao vivo ou no gravado. É um caso como Abelardo Barbosa (Chacrinha), Silvio Santos, Jô Soares, Marília Gabriela, Ana Maria Braga e Tiago Leifert. Quem a Globo mantém entre os seus, fora os dois últimos, nesta linha? A apatia invadiu os estúdios. André Marques, Claude Troisgros, a patota do É de Casa, Fernanda Gentil… Fausto Silva vai fazer falta.

Duh Secco e Luiz Fábio Almeida
A coluna Curto-Circuito é assinada por Duh Secco e Luiz Fábio Almeida, editores-assistentes do RD1 e reúne, de terça a sábado, logo cedinho, o que é e vai virar notícia nas próximas horas envolvendo os movimentados bastidores da TV.
Veja mais ›