Samara Felippo solta o verbo após ser alvo de críticas por aparência

Samara Felippo
Samara Felippo falou sobre pressão estética no Instagram (Imagem: Reprodução / Instagram)

Constantemente falando sobre a pressão estética colocada nas mulheres, Samara Felippo, que tenta ir contra esse sistema muitas vezes doloroso, fez um desabafo sobre o assunto no Instagram.

Na legenda, a atriz explicou: “Esse vídeo é um pouco da desmistificação da Samara perfeita prestes a completar 43 anos. Não serei a Érica da Malhação pra sempre, chega dessa cobrança. Amo me sentir bonita mas isso não pode virar uma neurose ou causar falta de auto estima”.

A artista, que possui 1,4 milhões de seguidores, continuou: “Falo aqui para mulheres que também não são mães e que se sentem tão pressionadas quanto uma mulher que além de cuidar de crianças é julgada por querer ser minimamente ela ao natural. Como atrizes perdemos trabalhos por isso inclusive.
Falo isso pra criadores de meninas não cobrarem isso delas”.

“Tenho varizes, tenho melasma, tenho sardas, cabelos brancos, celulites, odeio ter a obrigação de fazer a unha, mas gosto quando sinto vontade e faço. Minha sobrancelha não é a ‘da moda’. E f**a-se!! São tantas camadas pra gente ter coragem de gritar esse f**a-se. Ainda me questiono se estou agradando o masculino ou não. E essa libertação não vem do dia pra noite, é muito difícil mas ela existe!!”, declarou.

Ps: Mesmo com todo privilégio que sei que tenho, é tudo tão forte e arraigado na gente, que revendo o vídeo não consegui parar de procurar defeitos!
Se quiserem, compartilhem“, finalizou.

No vídeo, a famosa, que aparece sem maquiagem e também mostra as unhas sem fazer e o cabelo branco crescendo, explicou que quis gravar daquele jeito para que as mulheres entendam que elas não precisam agradar ninguém.

Eu já tentei muitas vezes tirar essas manchas, eu sei que se eu me empenhar muito tem laser, tem creme que você passa todo dia, tem procedimentos que talvez amenizem, mas eu não tô assim, para mim tá tudo bem”, afirmou.

Ciente do seu lugar, Samara Felippo ainda frisou um tópico importante na conclusão do assunto: “Se eu for entrar em questão de corpo que eu também não tenho lugar de fala porque eu sou super encaixada no padrão já é um outro papo. Que também é um lugar de muita opressão para muita mulher, então, nos deixem paz”.

Carol Bittencourt
Caroline Bittencourt é jornalista, pós-graduada em Comunicação e Design Digital. Atua como redatora e produtora de conteúdo para redes sociais.
Veja mais ›