Selton Mello
Selton Mello comentou êxito de Sessão de Terapia e relação com a TV (Imagem: Reprodução / GShow)

O ator Selton Mello resolveu falar sobre sua carreira, com quase quatro décadas de atuação em novelas, séries e filmes. Atualmente no Globoplay, com Sessão de Terapia, Mello conversou com a revista Quem sobre seu atual momento profissional na plataforma de streaming.

‘Sessão de Terapia’ é um amor que eu tenho. É um serviço de utilidade pública, deveria passar na TV aberta, nem que fosse às duas da manhã, porque ajuda as pessoas. Ela é tipo o ‘Sob Pressão’ da psicanálise“, comparou o ator.

A nova temporada da série, que estreou há pouco mais de um mês, chegou após um espaço de cinco anos. “O ‘Sessão’ parou porque eu parei e fui fazer outras coisas. Estou sempre tentando manter o tesão e o brilho no olho, porque eu tenho muito medo de virar burocrata em qualquer veículo“, contou Selton.

Sobre a TV, Selton disse que não se encontrava mais. “A televisão não me chamava mais. Então eu me achava feio, me achava ruim, me achava péssimo“, revelou o ator. “A gente pensa na terapia como um lugar para você esmiuçar e trabalhar suas fraquezas. Mas também é um lugar para trabalhar suas forças“, avaliou.

Você descobre o seu poder, as suas capacidades emocionais. E aí começa a ter mais ferramentas para entender do que tem medo, do que não tem medo, do que gosta, do que não gosta, os seus caminhos. O que você quer, o que você pretende, o que você sonha“, concluiu Mello.

Sobre o o sucesso de Sessão de Terapia, Selton afirmou: “O formato original da série israelense é brilhante. É uma ideia simples: um terapeuta atende uma pessoa cada dia da semana e na sexta é a vez dele ir à terapia. Aqui temos a capacidade criativa da (roteirista) Jaqueline Vargas de escrever de forma original“.

E eu acho que o mundo está bem doente, então as pessoas precisam de ajuda, né? Elas querem ser escutadas, acolhidas. Mas o que está acontecendo agora eu não vi acontecer com a série antes. É um fenômeno. A minha caixa de entrada de e-mails bugou. As pessoas me pegaram meio para terapeuta“, revelou.

Em relação à sociedade, o ator disse achá-la “doente” ao ser questionado sobre, mas não disse saber o motivo. “Não sei, mas eu tenho 46 anos. Tenho uma relação saudável com a internet; só tenho Instagram e uso o mínimo que eu posso. As redes sociais ajudaram em muita coisa, mas também atrapalharam. Causam ansiedade, as pessoas se comparam, querem ter aquele corpo não sei das quantas. O meu terapeuta fala que o assunto mais recorrente é esse: redes sociais. Tipo oito de dez pacientes. É a senhora falando ‘estou muito triste porque meu filho não curtiu sei lá o quê’, é o adolescente com ‘minha foto foi parar não sei aonde e aí não estou conseguindo mais ir à escola’“, opinou.

🔵BOLETIM RD1 🔥 Notícias dos Famosos

Você está ficando de fora...

Não perca nada!

Saiba tudo o que está em alta no Instagram dos Famosos.

EU QUERO