Selton Mello lembra trabalho com Paulo José em filme e desabafa

Selton Mello
Selton Mello comentou sobre a morte de Paulo José (Imagem: Reprodução / Globo)

Selton Mello usou o seu Instagram para lembrar a parceria com o Paulo José, que morreu nesta quarta (11), aos 84 anos, no filme O Palhaço. O ator escreveu um texto em homenagem ao amigo e disse que ele é “para sempre”.

“Paulo, mestre das coisas visíveis e invisíveis. Você não andava, você voava. E continuará voando através de sua arte. Você foi tantos, divertiu e comoveu tantos. Você me guiou, me encantou, me transbordou. Inspirou tantas pessoas, uma honra ser uma delas Você é eterno”, declarou o protagonista de Nos Tempos do Imperador, da Globo.

O famoso ainda acrescentou, expressando todo o seu carinho pelo veterano: “Sua passagem por aqui foi brincante. Leve. Fazia o difícil parecer simples. Brilhante. Gentileza dos sentidos, apurada imaginação. Gigante plantador de sonhos e sementes”.

Em seguida, Selton Mello também ressaltou a importância do ator para a cultura brasileira e que nunca será esquecida.

“Nunca desistiu de sua capacidade poética. Rei do limite entre a técnica e a fabulação. Registrou o tempo. Sua memória fica conosco. Expressão máxima da Cultura Brasileira. Suas raízes seguirão intactas. Bel, Aninha, Clara, Kika, todo o meu amor. Paulo, meu pai aço, você é para sempre”, completou o ator.

Paulo estava internado há 20 dias e faleceu em decorrência de uma pneumonia. O ator deixa esposa e quatro filhos: Ana, Bel e Clara Kutner, de seu relacionamento com a atriz Dina Sfat, além Paulo Henrique Caruso.

O artista nasceu em Lavras do Sul, interior do Rio Grande do Sul, em 20 de março de 1937. Ele iniciou a carreira no teatro amador em Porto Alegre. No início dos anos 60, Paulo José foi morar em São Paulo e começou a trabalhar no Teatro de Arena, onde exerceu diferentes funções.

A sua estreia na Globo aconteceu na novela Véu de Noiva, de Janete Clair, em 1969. Seu primeiro grande personagem foi o mecânico-inventor Shazan, que formava uma dupla bem humorada com Xerife, personagem de Flávio Migliaccio, na novela O Primeiro Amor (1972), de Walther Negrão.

Luiz Fábio Almeida
Luiz Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e colunista do RD1. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser através do email [email protected]
Veja mais ›