5G
Tecnologia 5G assusta TVs a cabo (Imagem: Reprodução / Olhar Digital)

A tecnologia segue a passos largos para facilitar a comunicação entre as pessoas. A novidade agora é a chegada do 5G no Brasil, porém, tal avanço tem causado pânico entre as TVs por assinatura. De acordo com o site Olhar Digital, a ideia do governo é leiloar as frequências de rede 5G entre os provedores de internet móvel até metade de 2020.

De acordo com o presidente da Anatel, Leonardo Morais, a intenção é realizar a distribuição em março do ano que vem, mas a data não foi confirmada e adiada por conta das dificuldades técnicas e possíveis interferências da nova rede em sinais de antenas parabólicas.

A novidade, no entanto, não representa um perigo para as gigantes das telecomunicações brasileiras. As empresas, agora, tentam ganhar dinheiro com a tecnologia 5G que deve abolir o uso de cabos e permitir a transmissão de canais pela internet via celular.

A velocidade do 5G é imensamente superior que o atual 4G, e deve facilitar ainda mais o consumo de conteúdo via streaming, algo que já vem ameaçando as TVs por assinatura há algum tempo.

Provedores de TV por assinatura no Brasil

A Claro lidera o mercado de TV a cabo no Brasil, com 49%, seguida pela Sky, com 30% do espaço mesmo usando tecnologia via satélite. Atrás delas está a Vivo, com 8,7% do mercado, mesmo sendo a operadora com o maio número de clientes. A Oi possui 9,5% do mercado.

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações deverá estabelecer o valor das outorgas, ou seja, compra das concessões para as frequências do 5G e de como isso será organizado. O valor total do investimento é de R$ 20 bilhões, segundo informa o conselheiro da Anatel, Vicente Aquino, mas os valores dependem dos cálculos das diretrizes do processo.

Em entrevista à Folha de S. Paulo, técnicos do governo orientaram que a ideia é reproduzir o modelo de distribuição do 4G à áreas menos rentáveis do Brasil. Os leilões do 4G realizados entre 2012 e 2014 geraram um custo de aproximadamente R$ 12 bilhões, diz o jornal. Se a situação se repetir no caso do 5G, com padrões de alto custo, as teles afirmam que o modelo poderá trazer problemas financeiros.

Outra problemática que vem sendo discutida pelas companhias que oferecem pacotes de TV fechada são os estúdios e produções de conteúdo estrangeiro no Brasil, que discute no Senado um projeto de lei para regularizar a transmissão de conteúdo pela internet.

Com o uso do 5G, as cidades inteligentes bem como demais serviços da internet ficam mais próximos à realidade e cotidiano das pessoas. No entanto, de acordo com técnicos da Anatel, o Marco Civil da Internet deveria ser revisado para isso acontecer de fato.

🔵Boletim RD1 💥 Notícias dos Famosos