Thaynara OG faz desabafo sobre internação em UTI após lipo lad

Thaynara OG
Thaynara OG abre o jogo sobre internação em UTI após lipo lad (Imagem: Reprodução/ Instagram)

Thaynara OG, de 28 anos, decidiu usar o seu Instagram para se manifestar sobre a morte da influencer Liliane Amorim, neste domingo (24). A jovem de 26 anos morreu após complicações com uma lipoaspiração.

Em gravação, então, a maranhense revelou que também já chegou a ficar internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) por uma semana, em março do ano passado, após fazer uma lipo lad, e fez um alerta sobre a pressão pela estética.

“Vocês viram o que aconteceu. Um caso trágico e muito revoltante que aconteceu com uma influenciadora de 26 anos, que infelizmente faleceu por conta de complicações de uma lipo que ela fez. Tornou ainda maior a necessidade de compartilhar algo que sempre tive vontade de falar sobre, mas não tinha coragem e tinha vergonha“, iniciou a famosa.

Thaynara OG garantiu que atende a padrões de beleza, mas afirmou que mesmo assim tem inseguranças com o próprio corpo. “Apesar de atender a muitos padrões de beleza, também sinto uma pressão estética muito grande. Tenho dificuldade de aceitar algumas coisas e minhas insatisfações com o corpo”, disse.

Ao contar da decisão da lipo, a influenciadora ainda destacou que fez questão de pagar para ter o resultado que viu em alguém que conhece. Ela relembrou:

“De tanto ver no Instagram, resolvi fazer aquela técnica famosa. Por eu conhecer uma pessoa que tinha feito e tinha dado tudo ok para ela, falei que daria para mim também. Apostei em alguém que não conheço para me dar esse resultado. Na época me ofereceram permuta, mas não aceitei. Decidi fazer pagando porque sei que a internet amplia essa pressão estética nas pessoas, tanto é que eu estava ali, e percebi o efeito que poderia causar nas pessoas.”

“Sabe quanto você começa a ver muita gente fazendo a mesma coisa e você fica ‘nossa, acho que eu preciso disso, olha esse antes e depois, é muito fácil, como arrancar um dente’?. Também queria me colocar numa posição de cliente que pode exigir e reclamar”, comentou.

A empresária detalhou como foi a conversa com o cirurgião no dia seguinte à cirurgia: “Ele viu que no dreno estava saindo muito sangue. Ele disse que eu estava corada e bem. Quando ele falou isso, as enfermeiras e minha família se entreolharam. Eu estava muito amarela! Eu estava perdendo sangue. Me levaram para a UTI e já bateu aquele medo”.

“Recebi duas bolsas de transfusão de sangue. Tudo isso muito rápido, a gente sem entender nada. Esses dias na UTI, me senti muito mal. Não saía da cama nem para fazer as necessidades. Não conseguia dormir de tanta dor. Mandaram um psicólogo para mim, e eu me sentia mal por deixar a família nervosa. Nunca mais quero voltar para aquilo”, desabafou.

Thaynara contou que ainda existem questões psicológicas do transtorno e disparou: “Eu boazinha, uma mulher adulta, informada, me coloquei nessa situação, minha família toda vulnerável e tensa por minha culpa. Eu poderia ter partido por uma besteira”.

Fábio AlmeidaFábio Almeida
Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e responsável pela coluna "Do Fundo do Baú", publicada às quintas-feiras no RD1, com conteúdos marcantes da história da TV brasileira. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser através do email luizfabio@rd1audiencia.com
Veja mais ›