Ticiane Pinheiro lembra separação com Justus e fala de Tralli

Ticiane Pinheiro
Ticiane Pinheiro falou sobre amizade e relação de Cesar Tralli com enteada Rafinha Justus (Imagem: Reprodução / Instagram)

Ticiane Pinheiro revelou que a separação com Roberto Justus, em 2013, após um casamento de oito anos, nunca foi um empecilho para ela desistir de reconstruir uma família e também o sonho de ter mais um filho. A loira logo conheceu César Tralli e os dois se casaram em 2017.

“Sempre acreditei. Não é porque me separei que tenho trauma de casamento. Fui feliz durante oito anos e queria reconstruir a minha vida. Adoro rotina e ter uma pessoa ao meu lado para dividir. Eu busquei isso. Sou uma pessoa de namoros longos e gosto de família. Fico muito feliz de ter realizado esse sonho porque eu queria construir uma família e ter mais um filho”, contou ela, que também teve uma filha, Manuella, fruto da união com o jornalista, ao UOL.

A apresentadora recordou ainda que o maior sofrimento da separação com o empresário foi ter que falar com a filha Rafinha Justus: ”Falamos para ela que papai e mamãe se separaram, mas que continuávamos amigos. Foi a parte mais difícil. Em uma separação, todo mundo sofre, mas a criança mais. Mostramos para ela que somos amigos e só não moramos mais na mesma casa. E não somos mais namorados. Ela tinha só três anos. Graças a Deus, deu tudo certo”.

Antes da chegada de Manu, a líder do Hoje em Dia e Troca de Esposas, da Record, confessou que Tralli não era muito afeiçoado com o desejo de ser pai, mas que via a vocação para o papel devido a sua relação com a enteada.

“César é um super amigão da Rafa. Ela brinca que ele é o Google dela porque tudo ela quer saber. Sempre soube que o César seria um super pai por conta da relação dele com a Rafa. Ele tem paciência, ensina, é carinhoso e brinca muito”, confidenciou.

Com o retorno à TV, três meses após dar a luz, a filha de Helô Pinheiro não sentiu culpa, pela bebê estar mais independente.

“Quando comecei a trabalhar, a neném já não estava mamando só no peito. Isso me deu alívio, de saber que eu não estava deixando de dar de mamar para trabalhar. Não foi um trauma. Quando estou trabalhando, não me sinto culpada porque faço isso para dar uma vida melhor para elas. Chego realizada em casa. É um espelho para a Rafa, que está com 10 anos e vê a mãe dela trabalhando e fazendo o que gosta”, desabafou.

Apesar de reconhecer que Justus é um pai presente, Tici contou que Tralli é uma presença paterna também para a sua primogênita que até se confunde: “Roberto é super presente e a Rafa é apaixonada por ele, mas às vezes ela chama o César de pai sem querer e começa a rir. Ela se confunde, como qualquer criança. O César exerce bem o papel de ‘paidrasto’. Ele diz que tem carinho de pai por ela, mas sabe que esse lugar é do Roberto”.

A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.

WordPress Lightbox