Amor de Mãe
Regina Casé (Lurdes) e Humberto Carrão (Sandro) em Amor de Mãe; novela amplia audiência com semana de revelações (Imagem: João Cotta / Globo)

Novela que a Globo exibe às 21h, Amor de Mãe afugentou a crise de audiência na última semana (6 a 11 de dezembro) com as viradas que mobilizaram duas das três protagonistas, Lurdes (Regina Casé) e Vitória (Taís Araújo). A trama de Manuela Dias conquistou sua segunda melhor média semanal com os capítulos que evidenciaram também Sandro (Humberto Carrão), Camila (Jéssica Ellen) e Betina (Isis Valverde). Os dados são referentes a Grande São Paulo.

Amor de Mãe foi de 25,8 pontos, entre 30 de dezembro de 2019 e 4 de janeiro de 2020, para 29,9; índice inferior apenas ao dos seis primeiros capítulos, de 25 a 30 de novembro do ano passado, com 30,4. O foco da última semana esteve em Lurdes, que descobriu a verdadeira origem de Sandro; o rapaz, que ela acreditava ser seu filho desaparecido Domênico, é herdeiro de Vitória e Raul (Murilo Benício).

Enquanto isso, Betina (Isis Valverde) reagiu mal ao golpe de Leila (Arieta Corrêa), que finge estar doente para manter-se próxima do “quase” ex-marido Magno (Juliano Cazarré); Camila levou um tiro ao defender a escola em que lecionava e acabou descobrindo estar grávida de Danilo (Chay Suede), por conta de uma armação de Thelma (Adriana Esteves) e Sandro foi obrigado a lidar com sua nova configuração familiar, incluindo o irmão Vinícius (Antônio Benício).

Bom Sucesso também cresceu, indo de 25,5 para 27,9. Em cena, as investidas de Diogo (Armando Babaioff) contra os Prado Monteiro; o vilão sabotou a escada da editora da família, induzindo a queda e o consequente aborto de Nana (Fabíula Nascimento). Já Éramos Seis ampliou sua plateia, de 18,2 pontos para 19,3. A narrativa privilegiou Clotilde (Simone Spoladore), que tentou o suicídio após ser abandonada por Almeida (Ricardo Pereira).

Por fim, a reprise de Avenida Brasil (2012) novamente acima da inédita Malhação – Toda Forma de Amar. A novela em cartaz no Vale a Pena Ver de Novo subiu de 16,2 para 17 de média, destacando a aproximação de Nina (Débora Falabella) e Max (Marcello Novaes). Já a trama das 17h45 foi de 15,8 para 16,9 pontos; a aproximação de Lígia (Paloma Duarte) e Madureira (Henri Castelli) dominou o enredo, assim como os atritos da médica com Rui (Rômulo Arantes Neto).

Acréscimo também nos números registrados pelos folhetins da Record e do SBT. A Escrava Isaura (2004) foi de 5,6 para 6,1; Caminhos do Coração (2007), de 3,9 para 4,1; O Rico e Lázaro (2017), de 5,3 para 5,4. Já Amor Sem Igual, única inédita da Record, amealhou 6,9 pontos ante 6,7 da semana anterior.

No SBT, As Aventuras de Poliana emplacou 9 pontos frente 7,8 dos cinco capítulos anteriores. A reapresentação de Meu Coração é Teu subiu de 5,4 para 5,8 de média; Abismo de Paixão, em reta final, de 5,9 para 6,5. Por fim, a de Cúmplices de um Resgate, que foi de 7 para 8,1.

Você está ficando de fora...

Não perca nada!

Saiba tudo o que está em alta no Instagram dos Famosos.

SIGA AGORA