VP de jornalismo da Record, Antônio Guerreiro destaca desafios de se gravar série médica na pandemia

Antônio Guerreiro
VP de jornalismo da Record, Antônio Guerreiro destaca quais os desafios de se gravar uma série sobre saúde (Imagem: Reprodução / YouTube)

O vice-presidente de jornalismo da Record, Antônio Guerreiro, destacou quais as dificuldades encontrou ao gravar a série O Hospital em meio à pandemia de Covid-19.

Foi desafiador porque nós fugimos do formato que normalmente trabalhamos, que é com um apresentador ou narrador que conduz a história. Dessa vez que conduz, são os médicos e os pacientes. A ação está com eles. É natural que esse rigor de manter a realidade sem qualquer interferência naquela cena, que pudesse fazer com que a realidade fosse dirigida, foi um desafio a mais, mas que o Pablo e equipe cumpriram com maestria, mas foi um desafio. Uma inovação de linguagem que acreditamos muito que funciona e que será vista na TV”, afirmou em entrevista ao RD1.

Guerreiro ainda falou sobre outras séries que também retratam o interior de hospitais. “Há outras séries internacionais que sempre servem de referência e existem ficcionais e documentais, que também retratam bastidores de instituições ligadas à saúde. Mas o que trazemos é uma série original, em formato próprio e pensada por esta equipe”, contou.

O jornalista abordou a possibilidade de uma segunda temporada da série. “Existe a possibilidade de uma segunda temporada. Vamos acompanhar a serie no ar e em todas as plataformas, como podemos costurar toda a mídia em volta. Claro que há a intenção de fazer uma segunda temporada para isso. Nós temos material para isso com histórias muito boas para serem contadas ainda durante o processo de produção”, disse o executivo.

Investimentos em novas áreas

Guerreiro também falou sobre os investimentos que a Record vem fazendo nos últimos anos para trazer ao público novos produtos. “Nos últimos dois anos, a Record vem investindo profundamente em pesquisa de novas linguagens, exibição em novas plataformas, produtos pensados exclusivamente para aquele meio de consumo. A área de transmídia é tocada dentro da fábrica da televisão, mas toda a nossa linha de produção do jornalismo tem sido estimulada”, explicou.

“Nós criamos ‘keep eyes’ dentro do departamento de jornalismo da Record. De que maneira vamos inovar nessa captação? Fizemos a primeira série captada em drones. Lançamos o telejornal no TikTok. Estamos estimulando. Lembro de ter feito uma reunião com inúmeros repórteres em que eu cobrei esta inovação, seja em um take, posicionamento, texto. Isso a gente vem trazendo e entregando e nessa linguagem de O Hospital, vai se repetir em alguns outros produtos”, revelou.

Esse conteúdo não pode ser exibido em seu navegador.

Reuber Diirr
Reuber Diirr é formado em jornalismo pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Com passagens pela Record News ES e TV Gazeta (Globo/ES), acompanha as coletivas de imprensa com matérias exclusivas. Além disso, produz conteúdo multimídia para o Instagram, Twitter, Facebook e Youtube do RD1. Acompanhe os eventos com famosos clique aqui!
Veja mais ›