William Bonner se revolta e expõe atitude do Ministério da Saúde no Jornal Nacional

William Bonner
William Bonner surpreende ao expor atitude polêmica do Ministério da Saúde (Imagem: Reprodução / Globo)

William Bonner surpreendeu o público do Jornal Nacional, da Globo, nesta segunda-feira (3), com uma atitude bem inusitada. O apresentador decidiu expor a demora do Ministério da Saúde em responder aos questionamentos do telejornal.

No meio do noticiário, o âncora lembrou da reportagem que abriu a edição, que falou sobre o crescimento do número de testes e resultados positivos de Covid nas farmácias nos últimos dias.

“Na reportagem que abriu essa edição do Jornal Nacional, especialistas afirmaram que o Brasil precisa ampliar a testagem da população, principalmente com a chegada da variante ômicron“, iniciou Bonner.

Veja Também

O jornalista, então, declarou: “Às 15h30, o Jornal Nacional entrou em contato, por e-mail, para o Ministério da Saúde e perguntou se há algum plano para aumentar a oferta de testes de Covid-19 e se o Ministério distribui kits para testagem em casa”.

“Eram 15h30. O Ministério respondeu às 20h34, depois que a reportem já tinha sido exibida aqui”, afirmou ele.

William Bonner completou: “De qualquer maneira, o Ministério afirmou, nessa resposta, que lançou em setembro o plano nacional da testagem, que inclui a realização de testes de antígenos em pessoas com ou sem sintomas, mas não informou a quantidade de testes e se pretende distribuir testes caseiros”.

William Bonner testa aplicativo ao vivo

Na semana do Natal, o apresentador foi uma atração à parte durante uma edição do JN. O âncora tentou um acesso ao vivo ao aplicativo ConecteSUS, alvo de hackers há duas semanas, e se mostrou frustrado pela falha recorrente no sistema do Ministério da Saúde.

A exposição começou quando o telejornal da Globo informou a volta do aplicativo depois de 13 dias da população sem acesso a ele. Minutos depois da informação, o apresentador voltou com mais detalhes:

“Eu preciso dizer que eu avisei já pouco que voltou o ConecteSUS, mas a gente, tá girando aqui a bolinha, não há meio de eu ver o registro da minha vacina”.

O editor-chefe do telejornal mais visto do país ressaltou que além dele e de Renata, vários outros membros do telejornal não tiveram acesso aos seus dados no ConecteSUS:

“Primeiro eu notei que tem lá a primeira e a segunda dose, mas não tem a dose de reforço, isso me chamou a atenção. Aí quando eu fui chamar a primeira dose para ver lá o documento, começou a girar. E já começaram a me avisar aqui assim: ‘Eu não consegui’, ‘O meu não entrou’. Então, eu lamento. Voltou, mas não voltou muito”.

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

MAIS LIDAS

Luiz Fábio Almeida
Luiz Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e colunista do RD1. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser encontrado através do email luizfabio@rd1.com.br
Veja mais ›