MasterChef
Paola Carosella: muito eu perdido na cozinha do “MasterChef” (Imagem: Carlos Reinis / Band)

O segundo episódio da temporada 2019 do “MasterChef Brasil” foi como uma aula prática para os participantes e para o público de casa – e das redes. Saca aquela coisinha meio Ana Maria Braga, do passo-a-passo da receita? Pois é! Mas a grande lição do dia foi mesmo de vida. E veio através da voz poderosa do poderoso Henrique Fogaça. Vejam só:

O ensinamento de Fogaça coroou o ponto alto do episódio: o choro do policial Josué, após sua desclassificação. Nem preciso dizer que a TL caiu de amores pelo fofíneo do Josué – assim como Paola Carosella. O carinha foi, facilmente, alçado ao posto de injustiçado do ano, junto com dona Fátima, a aloprada senhorinha que dominou o primeiro programa.

Por falar em Dona Fátima, pausa para reverenciar o ícone. Todo mundo esperou pela musa do “MasterChef” 2019 na repescagem que definiu os últimos dois dos 19 participantes – superlotada essa cozinha, sim ou com certeza? Fatinha, porém, não estava lá, para decepção de toda nação twitteira. Aliás, o prato do desafio, com couve, farinha e ovo, fez os usuários da rede social invocarem um meme da temporada passada…

E por falar em edições anteriores, rolou farofa, mas não rolou a vilãzinha Deborah… #TeamMichele

Da série “o ‘MasterChef’ muda para domingo, os participantes continuam os mesmos chatos de terça-feira”, destaque para os palpiteiros do mezanino. Promessa de treta, oba!

Por fim, a peculiar delicadeza dos jurados: o mesmo Henrique Fogaça sensível, com frase de livro de autoajuda para Josué, tombou Arthur, pedindo pro competidor entregar o avental que julgava ser dele para Marcus, outro dos seis candidatos da repescagem. Tenso, hein…

No fim das contas, os 19 cozinheiros amadores saíram da cozinha do “MasterChef Brasil” saíram sabendo bem mais que eu, que sigo sem entender patavinas de “destrinchar o frango” ou do “ponto do cordeiro”. Até domingo que vem!