5 brigas nos bastidores que provocaram mudanças de rumo em séries

Séries
Séries como Um Maluco no Pedaço apresentaram problemas nos bastidores (Imagem: Divulgação / NBC)

Quem senta no sofá para ver séries de TV não imagina que muitas, dentre algumas das consideradas pelo público como clássicos do gênero, enfrentaram problemas sérios nos bastidores, a ponto de ter substituições de elenco de última hora.

O fato ocorreu em várias séries famosas em todo mundo, como Um Maluco no Pedaço, estrelada por Will Smith, Grey’s Anatomy e Two and a Half Men, estrelada na época do seu auge por Charlie Sheen.

Abaixo, você confere uma lista de cinco séries estrangeiras, exibidas com sucesso no Brasil, que ganharam destaque não só pela história, mas pela conturbada situação em seus bastidores.

1 – Um Maluco no Pedaço

Nem tudo foram flores nos bastidores da série Um Maluco No Pedaço, estrelada por Will Smith. Entre 1990 e 1993, a Tia Vivian era vivida pela atriz Janet Hubert. Mas de 1994 até a última temporada, em 1996, a responsável pela personagem mudou.

Daphne Reid foi quem deu vida à tia de Will no meio da história, após desavenças entre o protagonista e a sua ex-tia. Rumores desde aquela época ganharam notoriedade nos tabloides, mas nenhuma conclusão oficial foi divulgada.

O maior boato era uma briga de egos envolvendo os dois atores. Por isso Janet foi demitida e substituída por Daphne. Smith argumentou que era complicado o trabalho com a ex-parceira de cena.

A afirmação do ator não prejudicou apenas Janet Hubert nos bastidores da série de humor, mas em toda sua carreira como atriz em Hollywood.

2 – Two and a Half Men

Charlie Sheen era o grande astro da série Two and a Half Men. Graças a ele, a trama norte-americana dominou a audiência dos Estados Unidos durante várias temporadas. No Brasil, a produção era exibida pelo SBT e garantia números elevados para o horário em que ia ao ar, sempre nas madrugadas.

Mas o sucesso foi interrompido por causa de polêmicas envolvendo o ator. Em 2011, ele foi desligado de Two and a Half Men, no auge da produção e da carreira dele. Charlie era o ator mais bem pago da TV na época.

A demissão ocorreu após uma onda de erros cometidos por Sheen na mídia. Ele se recusou a entrar em um programa de reabilitação para tratar do seu vício em drogas. Acabou saindo da trama na 8ª temporada. Na história, o personagem foi morto.

Para o lugar dele, a CBS escalou Ashton Kutcher em um novo papel, Walden Schmidt, que comprou a mansão de Charlie Harper (Sheen), mas manteve o irmão Alan, vivido por Jon Cryer, morando no local. A série durou até a temporada de número 12, mesmo com reclamações do público e audiência em baixa.

3 – Grey’s Anatomy

O que não falta é história sobre saídas repentinas e surpreendentes da série norte-americana, considerada por milhões como uma das melhores já produzidas na história da TV mundial.

Ellen Pompeo confessou que já esteve perto de sair do programa. “Eu pensei em sair várias vezes. Nós tivemos vários problemas culturais em Grey’s“, revelou.

Mas, falando de saídas concretas, a mais séria envolveu Hatherine Heigl, em 2010. Na época, a intérprete da Dra. Izzy Stevens se transformou em uma pessoa difícil de lidar com a produção e passou do ponto de não medir as palavras durante uma conversa social ou quando criticava o roteiro da série.

Quando ela saiu, Shonda Rhimes, segundo os bastidores, não escondeu a satisfação. Outro que disse adeus para a atração foi Isaiah Washington, o Dr. Preston Burke. Ele teria usado palavras homofóbicas no set, em 2006, e não voltou no ano seguinte.

4 – Máquina Mortífera

O clima ficou quente, literalmente, durante as gravações da série Máquina Mortífera, produzida pela Fox e exibida no Brasil pela Globo. A situação ficou tão insustentável a ponto de um dos protagonistas, Clayne Crawford, ser chutado do projeto.

Muitas fontes revelaram na época que o comportamento de Clay nos bastidores era hostil, com parte da equipe ameaçando os seus superiores de não voltar para a gravação da 3ª temporada.

Mesmo com um pedido de desculpas de Crawford, a maioria bateu o pé. Segundo ele, o seu problema era exclusivamente com Damon Waynes, conhecido pelo público por seu personagem Michael Kayle em Eu A Patroa e As Crianças.

O galã foi demitido após a 2ª temporada. Na terceira, a produção contratou Seann William Scott. No meio das gravações, Damon anunciou sua saída e explicou que gostaria de passar mais tempo com a família. E assim, a série chegou ao fim.

5 – Cúmplices de Um Resgate

Não é série, mas… A novela Cúmplices de Um Resgate talvez esteja no topo da lista das mudanças mais repentinas da história dos dramalhões mexicanos.

A trama foi exibida no Brasil, em sua versão original, em 2002. No início, ela era estrelada pela atriz e cantora Belinda, que anos depois apareceu como protagonista em outra novela exibida pelo SBT, Camaleões.

Mas, voltamos ao troca-troca de protagonistas: vivendo as gêmeas Silvana e Mariana Belinda foi substituída por Daniela Luján sem mais, nem menos.

O motivo foi revelado mais tarde: o sucesso da trama no México foi tão grande que a Televisa resolveu estendê-la no ar. A mãe da primeira protagonista renegociou o contrato, pediu um salário maior, mas a TV disse não.

Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter e escreve semanalmente para a coluna Você Sabia?. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email paullocarvalho19@gmail.com.

WordPress Lightbox