5 despedidas emocionantes que marcaram a TV brasileira

TV brasileira
TV brasileira: Sandra Annenberg em despedida emocionante no Jornal Hoje (Imagem: Reprodução / Globo)

Desde os anos 1950, quando a TV fincou os pés no Brasil, muita coisa aconteceu. São quase 70 anos de TV brasileira e de momentos que marcaram os telespectadores, seja por novelas, programas de auditório, edições de telejornais dignas “de colecionador”, contratações e, claro, despedidas.

Antes mais telespectador do que internauta, o público acompanhou de perto a saída de nomes que eram tão ligados às emissoras, que a despedida mais pareceu a perda de um parente íntimo.

Hebe Camargo, quando disse adeus, de surpresa, para o público do SBT, em 2010; Evaristo Costa na Globo, em 2017; Arnaldo Cezar Coelho em 2018. Apenas alguns dos exemplos de despedidas comoventes.

Abaixo você confere uma lista de cinco celebridades brasileiras que surpreenderam o público ao anunciarem suas despedidas de programas, telejornais e emissoras.

1) Evaristo Costa

Considerado um possível substituto de William Bonner na próxima década, o jornalista Evaristo Costa chutou o balde e disse adeus à bancada do Jornal Hoje. O anúncio surpreendeu o público, a imprensa e a TV brasileira em geral.

Ninguém dentro do jornalismo, de produção à chefia, ou da alta cúpula da emissora carioca, incluindo a família Marinho, imaginava perder um nome considerado indispensável no seu quadro de âncoras.

Mas assim foi, em 27 de julho de 2017, quando ele encerrou a edição ao lado de Sandra Annenberg e anunciou sua saída definitiva do JH e da Globo. Ele era apresentador do telejornal desde 2004.

Essa foi minha última apresentação de tantas ao longos dos meus 14 anos aqui com vocês“, declarou. Após se despedir e agradecer o carinho da colega de bancada, Sandra reagiu: “Obrigado eu, Evaristo, por esses 14 anos nessa bancada. E eu te desejo todo sucesso e toda a felicidade do mundo nessa caminhada“.

2) Sandra Annenberg

Pouco mais de dois anos após a despedida de Evaristo, foi a vez de Sandra Annenberg. A jornalista, após 16 anos na bancada do Jornal Hoje, disse adeus ao telejornal. A Globo promoveu mudanças e reestruturou a sua ordem de âncoras e apresentadores com a aposentadoria de Sérgio Chapelin do Globo Repórter.

No final da edição do dia 13 de setembro deste ano, a jornalista fez um discurso com os olhos marejados e destacou a importância do JH em sua carreira: “É chegada a hora da despedida. Eu tive o privilégio de ter a sua companhia nos últimos 16 anos nessa bancada. Diariamente nos encontramos aqui ao vivo, em cores, olho no olho“.

Emocionada, a global, que estava a caminho do Globo Repórter para ficar ao lado de Gloria Mais, destacou: “Eu espero ter conseguido levar a notícia para você da melhor maneira possível. Tenha certeza: eu fiz o meu trabalho com toda a verdade, com toda a transparência e sentimento. Juntos assistimos a história acontecendo e acompanhamos as transformações do nosso país e do mundo“.

Agora vem aí mais uma mudança em nossas vidas. Eu sigo para uma nova jornada no Globo Repórter e vocês ficarão na companhia da Maju“, completou Sandra, dando as boas-vindas para a sucessora Maria Júlia Coutinho, que anunciou uma retrospectiva surpresa da colega à frente do do telejornal.

3) Jô Soares

Referência desde os anos 80 quando o assunto era humor e entrevista em um único programa, Jô Soares encerrou sua carreira na TV, na Globo, em 2016. Mas, sua trajetória como entrevistador não começou na ex-platinada e sim no SBT.

Naquele tempo, a TV brasileira não tinha espaço para um talk show, até mesmo a Globo que sempre se gabou de ser referência quando o assunto é inovação. Quem tomou a iniciativa foi Silvio Santos, que aceitou a ideia de Jô e deu a ele espaço para fazer humor e entrevistar.

Por lá ele ficou até o final dos anos 1990, quando a Globo o contratou para comandar a atração que levava o seu nome. Após 14 mil entrevistas, o veterano se despediu do público com direito a agradecimento, para o próprio público, a Silvio Santos e a Globo.

O seu último entrevistado foi o cartunista Ziraldo. Ele foi o convocado porque, ao longo dos 16 anos de Programa do Jô, foi quem mais apareceu ao seu lado na TV. No final do programa, o famoso soltou aquele que viria a ser o seu último “beijo do gordo”.

4) Arnaldo Cezar Coelho

Quem acompanha Galvão Bueno desde o seu início na Globo sabe que o narrador tem em sua bagagem dois amigos de transmissões distintas: Reginaldo Leme quando o assunto é automobilismo e Arnaldo Cezar Coelho quando o tema é futebol.

A parceria de longa data, e entre o público, parecia não ter fim, mas acabou após a Copa do Mundo de 2018. Arnaldo Cezar Coelho, comentarista esportivo e ex-árbitro de futebol, disse “chega” para a carreira na TV e surpreendeu a todos, inclusive Galvão.

Depois da vitória maiúscula da França em cima da Croácia, na final da Copa do Mundo da Rússia, o famoso anunciou que se aposentaria.

Galvão Bueno, que reforçou o lado profissional e sobretudo o lado amigo de Arnaldo em mais de 30 anos, se emocionou na despedida diante de milhões de brasileiros. Pode isso, Arnaldo?

5) Hebe Camargo

Hebe Camargo estava desde março de 1986 no SBT. Foram 24 anos de serviços prestados, convívio com o público e com grandes estrelas da TV pela emissora de Silvio Santos. Na década de 1980, já considerada uma dama da TV, foi na emissora paulista que ficou 100% conhecida como a rainha do veículo.

Por motivos na época não revelados, Silvio e Hebe não chegaram a um acordo financeiro para a renovação do contrato. Muitos esperavam que um novo compromisso fosse firmado já que SBT não se via sem a Hebe e vice-versa.

Mas, por mais desejos que viessem dentro e fora do canal, não rolou. Em 27 de dezembro de 2010, Hebe, com um vestido rosa e seu conhecido microfone cravejado de brilhantes, a apresentadora anunciou o fim da sua parceria com a emissora da Anhanguera.

Da estreia até aquela última edição, foram 1235 programas. “É preciso renovar, mudar, transformar. Eu preciso apagar as três letrinhas na minha testa [SBT]. Quero agradecer ao meu grande amigo Silvio Santos por esses quase 25 anos. Eu quero continuar sendo sua amiga, Silvio“, disse a rainha, chorando para a câmera.

Hebe ficou de 2011 até o segundo semestre de 2012 na RedeTV!. Uma semana antes da sua morte, em setembro de 2012, Hebe foi contratado pela segunda vez pelo SBT.

Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter e escreve semanalmente para a coluna Você Sabia?. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email paullocarvalho19@gmail.com.

WordPress Lightbox